Empresa deve fazer nova investida para colocar Dedé no Corinthians

Empresa deve fazer nova investida para colocar Dedé no Corinthians

3.3 mil visualizações 24 comentários Comunicar erro

O sonho do Corinthians em contar com o Dedé ainda não terminou. Depois do negócio esfriar nas últimas semanas, o DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, voltar com força na negociação e promete uma nova investida para tentar tirar o jogador do Vasco nos próximos dias.


Representantes da empresa viajaram para o Rio de Janeiro nesta terça-feira para fazer uma proposta ao Vasco. O jogador tem interesse em deixar o time carioca e seguir para o Corinthians. Caso seja feita a proposta, o jogador deve conversar com a diretoria cruzmaltina e forçar a saida.

A DIS tem interesse em comprar 45% dos direitos econômicos do jogador por cerca de quatro milhões de euros. Para liberar o zagueiro, o Vasco exige que a empresa coloque um outro defensor no clube. O principal alvo é Cléber, da Ponte Preta, mas outros nomes estão sendo estudados.

Mesmo que deixe o Vasco para o futebol europeu, Dedé quer se manter às vistas de Luiz Felipe Scolari para ser lembrado para as negociações para a Copa das Confederações e a Copa de 2014. Por isso, a ida para o Corinthians é cogitada.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Lucca acertou com Internacional por empréstimo

    Lucca, ex-Corinthians, é anunciado pelo Internacional; Fiel aguarda anúncio de Roger

    ver detalhes
  • Contra o Fluminense, Leste Superior ficou longe de estar cheia. Oeste então...

    Corinthians tenta valorizar Fiel Torcedor, aumenta valor dos ingressos e público na Arena diminui

    ver detalhes
  • Inicialmente exposta no Memorial, a estátua de Sócrates está na Arena Corinthians

    Conheça o escultor Laércio Alves, que homenageou Sócrates em estátua exposta na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade, atual e ex-presidentes do Corinthians

    Corinthians registra déficit de R$ 35 milhões em 2017; veja números do balanço financeiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes