Corinthians aparece como destaque no site americano do Wall Street Journal

Corinthians aparece como destaque no site americano do Wall Street Journal

Reprodução do site do Wall Street Journal

Reprodução do site do Wall Street Journal

O bairro de Itaquera, na zona leste de São Paulo, surge como um novo poder econômico emergente: novos carros percorrem as ruas, consumidores invadem os shoppings e guindastes de construção estão por toda parte.

Mas o orgulho de Itaquera é o gigante estádio de futebol em construção que se será a primeira sede em mais de uma década do Corinthians. Nos últimos anos, o time passou da pobreza à riqueza, símbolo do crescimento da classe média baixa brasileira, os milhões de brasileiros que estão redesenhando o país com o seu novo poder aquisitivo.

Há cinco anos, o clube fundado há 102 anos estava quebrado e relegado à segunda divisão. Atualmente, o Corinthians tem 35 milhões de torcedores, patrocínio da Nike Inc. e é o time brasileiro mais rico, avaliado em cerca US$ 500 milhões. Ele está entre os dez times mais valiosos do mundo, de acordo com a consultoria BDO, de Nova York.

Em janeiro, o Corinthians trouxe de volta uma das jovens estrelas da liga europeia de futebol, o atacante Alexandre Pato, do AC Milan, por quase US$ 20 milhões. A contratação foi feita um mês depois de outro marco para o clube: a vitória sobre o Chelsea, da Inglaterra, levando o Mundial de Clubes no Japão, com dezenas de milhares de brasileiros torcendo das arquibancadas.

No fim do jogo, o técnico do Corinthians, Leonardo Bacchi Adenor, entrou no campo carregando uma faixa com a frase "The Favela is Here!", a favela é aqui.

Executivos do clube dizem que reformularam a estratégia de negócios do time para aproveitar o crescente poder de consumo de sua base de fãs, abrindo 110 lojas que vendem produtos oficiais, desde lingerie até chupetas com o logotipo do clube, e lançando uma camisa nova a cada ano. Eles criaram também um programa de fidelidade para ajudar a vender entradas para os jogos.

Essa injeção de dinheiro dos torcedores mais fiéis vem ajudando a equipe a contratar melhores jogadores e a financiar seu novo estádio, que é subsidiado pelo governo, porque será usado como um dos locais para os jogos da Copa do Mundo, em 2014.

Mas também há uma relação clara com o panorama macroeconômico. De 1999 a 2009, mais de 30 milhões de pessoas entraram para a classe média no Brasil, que é definida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística como famílias com renda per capita mensal entre R$ 300 e R$ 1000.

Mesmo que o crescimento econômico do país tenha desacelerado para cerca de 1% em 2012 — uma fração da expansão vista em anos recentes —, a maioria dessas pessoas passou a ter acesso a educação e atendimento médico de melhor qualidade e, com a ajuda de programas de crédito, ganhou maior poder aquisitivo.

"No passado, a classe C tinha de gastar seu dinheiro com comida, habitação, educação e saúde", diz Fernando Ferreira, economista e executivo-chefe da consultoria de esportes Pluri, de Curitiba.

"Agora, a economia está crescendo e as pessoas estão gastando mais dinheiro em produtos e jogos", diz Ferreira. "As pessoas podem gastar dinheiro com o Corinthians."

O novo estádio do time, com custo estimado em R$ 820 milhões e deverá ficar pronto em dezembro, terá capacidade para 48.000 pessoas, além de 20.000 cadeiras temporários para a Copa do Mundo de 2014. Torcedores já estão fazendo excursões para ver o local, que nesse momento é pouco mais do que o esqueleto da estrutura, cercado de lama e guindastes.

Para os corintianos o novo estádio será "o que Israel é para os judeus", disse o vice-presidente do clube, Luis Paulo Rosenberg. Ele disse que 90% dos torcedores do time ainda são das classes C para baixo. Então, seu plano é cobrar mais caro pelas melhores lugares para subsidiar os ingressos mais baratos.

O Corinthians surgiu em 1910 quando o futebol, trazido para o país pelos europeus, era ainda considerado um esporte praticado exclusivamente pelas classes mais altas. Mas à medida em que o esporte ficava mais popular, diz a lenda que cinco torcedores da classe operária formaram o seu próprio time e, sob luzes de lanternas no seu jogo inaugural, declararam que o Corinthians seria "o time do povo".

A torcida da Fiel é famosa por inundar estádios a centenas de quilômetros de distância para apoiar o seu time. No jogo contra o Chelsea, em dezembro, segundo a Fifa, 30.000 brasileiros foram ao estádio de Yokohama, com capacidade para 70.000 pessoas. O número de brasileiros superou de longe o de torcedores do Chelsea. Muitos seguravam placas com os nomes de seus bairros.

Eduardo Cesar Caetano, um motorista de caminhão da Freguesia do Ó, disse que ele só havia saído do Brasil uma outra vez, para torcer pelo Corinthians em Buenos Aires. Para ir ao Japão, ele usou seu cartão de crédito para pagar R$ 18.500, em três parcelas, por um pacote de sete noites para ele e três amigos. "Foram seis meses difíceis para pagar isso", diz ele. "Não sei quantas vezes eu dormi no meu caminhão (fazendo jornadas extras) para pagar pela passagem".

Apesar desses sacrifícios, e do fato de ter perdido 3,5 quilos no Japão por não conseguir se comunicar bem na hora de pedir suas refeições, Caetano diz que vai viajar outra vez se o time for ao Campeonato Mundial de Times de 2013, no Marrocos.

Antes da vitória, o Corinthians era virtualmente desconhecido fora do Brasil. Agora, Rosenberg diz que o time tem grandes ambições internacionais, entre elas conquistar torcedores na China, onde está começando um programa de intercâmbio de técnicos e jogadores. Como parte desse programa, o time contratou o jogador chinês Chen Zhizhao, o Zizão. "O Barcelona tem 50 milhões de torcedores", diz ele. "Se tivermos sucesso com nossos planos de invadir a China [...] nós podemos conseguir até 100 milhões de torcedores", disse.

Fonte: The Wall Street Journal

Veja Mais:

  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians encara o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão

    Resultado no Mineirão vale mais que os três pontos para Corinthians e Cruzeiro; entenda

    ver detalhes
  • Walter prestará homenagem a Danilo em suas luvas

    Walter usará luva personalizada em tributo a ex-goleiro da Chapecoense Danilo

    ver detalhes
  • Índio deu a vitória ao Corinthians/UNIP

    Com gol no fim, Corinthians vira para cima do Sorocaba e se aproxima do título nacional

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Melhores comentários

    Foto do perfil de Marcelo

    Ranking: 297º

    Marcelo 1506 comentários

    por @profmarcelo

    Isso vai contra tudo o que os bambis falam:
    1º - Somos um time internacional, pois todo dia praticamente tem notícias do nosso clube na esfera internacional (ontem foi do Cássio na FIFA, hoje nesse conceituado jornal de renome internacional). O mesmo não posso dizer daquele timinho de V. Sonia (rss);
    2º - Não somos somente formados por uma classe social baixa, a própria notícia confirma isso. Aliás, segundo pesquisa feita alguns anos atrás, nosso time é o brasileiro com maior número de intelectuais torcendo pra ele.
    Por tudo isso, só tenho uma coisa pra dizer mais uma vez pros bambis: CHUPAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

  • Foto do perfil de Wayne

    Ranking: 1699º

    Wayne 347 comentários

    por @djmarcos

    Há exatos 2 anos, ouvi num programa esportivo o Andrés Sanchez dizendo que até 2015, o Corinthians estaria entre o Top 10 do Mundo, e seria uma espécie de Real Madrid da América do Sul, rico, com estádio próprio, poderoso e sempre com grandes jogadores, pois bem, eu estava em um lugar público e muitos torcedores de outros clubes que estavam perto de mim também ouviram a notícia, e simplesmente deitaram de tanto rir, desdenharam totalmente, fizeram piada e td mais. Seus "ANTIS" não é que o Andrés tinha razão? E ainda não acabou viu, issu é só o começo!

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Marquinhos

    Ranking: 6º

    Marquinhos 19003 comentários

    89º. por @lhpmarquinhos

    Chorem anti o Corinthians descobriu sua mina de poder natural inesgotável...VAI CORINTHIANS.

  • Foto do perfil de Jhonatan

    Jhonatan 11 comentários

    88º. por @jhonatan.fernando2

    Aaaaaaaaaaaaa que orgulhoooooooooooooooo de ser corinthiano eu estava lendo fiquei todo arrepiado!

  • Foto do perfil de elson

    Ranking: 1902º

    Elson 308 comentários

    87º. por @elson.primo

    SALVE, SALVE...ANDRES SANCHES, O MAIOR PRESIDENTE DE CLUBES DO Brasil, E UM DOS MELHORES DO MUNDO, POIS REVOLUCIONOU O FUTEBOL BRASILEIRO EM RELAÇÃO AOS FATURAMENTOS MIDÌATICOS QUE ERAM REPASSADOS para OS CLUBES, ACABOU COM O CLUBE DOS TREZES, E AO BRIGAR PELOS DIREITOS DO9 TIMÃO, ACABOU AJUDANDO ATÉ OS ANTIS QUE HOJE PODEM PODEM SE GABAREM DE TEREM UM GANHO DECENTE EM RELAÇÃO A patrocínios E DIREITOS DE IMAGEM... POIS VEJAM BEM...QUANDO OS BAMBIS/PARMEIRINHA/PEIXE/LUSA /GRÊMIO/ FLALIDO/FLUDIDO/INTERNA/ GALOPARAGUAI/CRUZ -SEM BRILHO ENTRE OUTROS PUXA SACOS DO FAMIGERADO Fabio KOLF(GOLPE) IRIAM BATER DE FRENTE COM O DITO CLUBE DOS TREZE POR MAIS GRANA...NUNCA, ERA 25/30 MILHÔES DAS TVS VIA Fabio KOLF E SE ACHAVAM FELIZES...SÓ QUE O ILUSTRISSÍMO SRºANDRES SANCHES BATEU DE FRENTE E FALOU NÃO, NO TIMÃO NÃO SE NÃO FOR POR MAIS DE 125 MILHÕES NÃO VEM QUE NÃO TEM E ASSIM FOI... HOJE O 1Oº CLUBE MAIS VALIOSO DO MUNDO...QUEM È? CLARO O TIMÃO...E OS OUTROS SE FELIZES É GRAÇA AO SANCHES.

  • Foto do perfil de Rina

    Ranking: 207º

    Rina 1942 comentários

    86º. por @rinatimao

    SUCK UOL SMALL JORNALECO YELLOW OF BRAZIL!

  • Foto do perfil de Rafael

    Rafael 2 comentários

    85º. por @rafael.viana3

    #VAICORINTHIANS

  • Foto do perfil de Rogério

    Ranking: 27º

    Rogério 9830 comentários

    84º. por @rovaradi85

    Aê seus "antis" calem a boca e chupem, pois o meu time dentro de 2 anos vai bater de frente com Barça, Real Madri, Manchester United e outros grandes da Europa, enquanto que você e seu timinho vão continuar vivendo de desdenhar do Corinthians, coisa que vai ficar cada vez mais difícil já que o "Meu Timão" está se internacionalizando. Quem riu, riu hoje não vai rir mais lembrando o que o Andrés disse na época que o Corinthians tinha acabado de subir em 2009. CHUPEM!

  • Foto do perfil de francisco

    Ranking: 110º

    Francisco 3165 comentários

    83º. por @franciscotimao

    Só não gostei de uma coisa, parece que o Corinthians não era nada, e tínhamos quatro brasileiros e a maior torcida de São Paulo.

  • Foto do perfil de Gabriel

    Ranking: 73º

    Gabriel 4214 comentários

    82º. por @thegabrianjo

    Bem lembrado, alvo marrocos

    Foto do perfil de Paulo

    Paulo 139 comentários

    13/02/2013 às 21h42 por @paulotg

    Na verdade Marrocos

  • Foto do perfil de vania

    Vania 9 comentários

    81º. por @vvania

    Isso é Corinthians

  • Foto do perfil de Ana

    Ranking: 171ª

    Ana 147 comentários

    80º. por @anabeatriz

    Nós somos a maioria em todas as esferas socias, desde o mais pobre até o multi-milhonário.

    Foto do perfil de Marcelo

    Marcelo 1506 comentários

    13/02/2013 às 10h29 por @profmarcelo

    Isso vai contra tudo o que os bambis falam:
    1º - Somos um time internacional, pois todo dia praticamente tem notícias do nosso clube na esfera internacional (ontem foi do Cássio na FIFA, hoje nesse conceituado jornal de renome internacional). O mesmo não posso dizer daquele timinho de V. Sonia (rss);
    2º - Não somos somente formados por uma classe social baixa, a própria notícia confirma isso. Aliás, segundo pesquisa feita alguns anos atrás, nosso time é o brasileiro com maior número de intelectuais torcendo pra ele.
    Por tudo isso, só tenho uma coisa pra dizer mais uma vez pros bambis: CHUPAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!