Após torcer contra Palmeiras na Libertadores, Guerrero espera 'briga e confusão' em clássico

Após torcer contra Palmeiras na Libertadores, Guerrero espera 'briga e confusão' em clássico

Após torcer contra Palmeiras na Libertadores, Guerrero espera 'briga e confusão' em clássi

Após torcer contra Palmeiras na Libertadores, Guerrero espera 'briga e confusão' em clássi

Paolo Guerrero encarnou completamente o espírito corintiano: além de ser o autor do gol que talvez seja o mais importante da história do clube, na final do Mundial contra o Chelsea, ele assumiu que torceu contra o Palmeiras no meio de semana na estreia do rival na Copa Libertadores e, para o clássico deste domingo, disse esperar 'briga e confusão'.

Em entrevista ao jornal Lance!, o peruano revelou que torceu para o Sporting Cristal na partida da última quinta-feira, vencida pelo rival do Corinthians por 2 a 1. O detalhe é que, no Peru, Guerrero se diz torcedor do Alianza Lima, rival do Sporting. 'Mas agora, no Corinthians, não posso nunca torcer pelo Palmeiras. torci pelo time do Peru, que é do meu país', contou.

Já no clima do clássico deste domingo, ele também brincou, e disse que espera que o jogo tenha 'briga e confusão'. 'Sei que um Corinthians e Palmeiras significa muito. Quando cheguei aqui percebi isso, essa rivalidade. Vou saber mais no campo, jogando. Seguramente vai ter briga, confusão. Um clássico é assim', afirmou.

'Precisamos estar concentrados, jogar bem e principalmente ganhar. Isso vai nos dar tranquilidade para a Libertadores na próxima semana. A gente tem que ir focado e ganhar do time deles', completou.

Durante a entrevista, o peruano assumiu que considera o Corinthians um dos favoritos para a Libertadores de 2013. 'Tem uma equipe muito boa, grandes jogadores, estamos trabalhando muito. Mas esse ano vai ser muito mais difícil, todos estão se preparando bem', afirmou. 'Esperamos trabalhar bem para conquistar esse título de novo' completou.

Sobre a briga com Alexandre Pato e Emerson pelava duas vagas de titular no ataque do time, Guerrero disse, em entrevista ao jornal O Estado de SP, o Corinthians pode formar um ataque como desejar: 'Tem muito jogador que pode ser titular. Não tem de se ser eu', opinou. Porém, ao Lance!, nostrou que espera a titularidade: 'Eu acho que me garanto no campo', afirmou.

O peruano finalizou opinando sobre quem ele acredita que dará mais trabalho ao Corinthians em termos de força no cenário nacional: 'Todos os brasileiros que estão na Libertadores são fortes. Esse ano não vai ser fácil não', completou.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Campeão da Copinha, o jovem Pedrinho pode estrear na quarta-feira

    Com Pedrinho e Jadson, Corinthians divulga relacionados para pegar o Brusque; Rodriguinho fora

    ver detalhes
  • Jadson é opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1º

    Jadson viaja a Santa Catarina e pode fazer a reestreia pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Carille comandou trabalho do Corinthians no CT antes de viagem a Brusque

    Com Jadson, Corinthians se reapresenta e faz último treino no CT; Camacho retorna

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians na capital paulista é do tamanho das três rivais juntas

    Nova pesquisa aponta tamanho da Fiel igual à soma das três torcidas rivais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes