Titulares vacilam mas reservas dão resultado e Romarinho mostra quem é o terror da porcada

Corinthians Corinthians 2 x 2 Palmeiras Palmeiras

Paulista 2013

Titulares vacilam mas reservas dão resultado e Romarinho mostra quem é o terror da porcada

Por Meu Timão

Romarinho entrou no segundo tempo e marcou o gol que garantiu o empate

Romarinho entrou no segundo tempo e marcou o gol que garantiu o empate

Foto: Leonardo Soares/UOL

O Corinthians enfrentou neste domingo o Palmeiras, no Pacaembu lotado, em clássico pelo Campeonato Paulista 2013 - que pode vir a ser o único confronto entre os dois times, caso a porcada não se classifique no Paulista e na Libertadores. O Timão veio ainda sem Chicão, mas teve a volta de Cássio no gol.

Até a primeira metade da etapa inicial, o Corinthians sobrou em campo e mostrou a diferença entre as duas equipes. Aos 8 minutos, o Corinthians ficou na trave com belo chute de Jorge Henrique. Aos 18, finalmente saiu o gol corintiano, após falta batida por Fábio Santos, na cabeça de Paulo André que ajeitou de cabeça para Sheik fazer o gol. O jogador ainda comemorou embalando uma criança, mas jurou no intervalo que era só uma homenagem a um amigo. Após o gol o Corinthians acabou bobeando, e deixando a marcação mais solta. A zaga novamente prova que sente a falta do xerife Chicão, e o time sofreu o empate aos 29 minutos. O time não aceitou bem o gol, e ficou perdido até o final do primeiro tempo, sofrendo pressão do Palmeiras e mostrando um futebol improvável para o time campeão do mundo.

No segundo tempo, o Corinthians novamente não correspondeu às expectativas, cometeu erros de marcação e conseguiu sofrer a virada de um dos piores times do Brasil. Aos 8 minutos do segundo tempo, Cássio falhou e deu o segundo gol dos porcos. Por isso, aos 15 minutos Tite colocou Romarinho no lugar de Alessandro - trazendo Jorge Henrique para a lateral direita - e Renato Augusto no lugar de Danilo. Aos 22, Pato entrou no lugar de Guerrero que apesar do placar saiu muito aplaudido pela torcida, graças a sua atuação, com lances como esse drible sobre Henrique.

A alteração mudou a cara do time, que ficou mais agressivo e retomou o estilo corintiano de jogo. E já na primeira jogada, Romarinho, o terror da porcada, criou uma chance que quase resultou em gol do Corinthians. Aos 27, porém, ele não desperdiçou, e com assistência de Alexandre Pato, Romarinho bateu fulminante para o gol de Prass, e empatou a partida.

O próximo jogo do Corinthians será nesta quarta-feira as 22h pela Libertadores, contra o San José de Oruro - na Bolívia

Comente a partida entre Corinthians e Palmeiras

  • 1000 caracteres restantes