Corinthians descarta recurso em tribunal Europeu e tenta acelerar julgamento na Conmebol

Corinthians descarta recurso em tribunal Europeu e tenta acelerar julgamento na Conmebol

O Corinthians não tentará uma cartada de última hora para tentar reverter a decisão da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e permitir a presença de público no Estádio do Pacaembu nesta quarta-feira, contra o Millonarios, pela Copa Libertadores da América. Em entrevista à rádio Jovem Pan, o diretor jurídico Luiz Alberto Bussab declarou que o objetivo do clube é acelerar o processo a fim de que o julgamento do processo aberto pela morte do adolescente boliviano Kevin Douglas Beltrán Espada no jogo contra o San José, na boliviana Oruro, seja julgado o mais rápido possível.

“Recebemos a resposta da Conmebol e nosso recurso foi indeferido, jogaremos com portões fechados. Até se poderia pensar em um novo recurso, junto a algum tribunal na Europa, mas neste primeiro momentos não pensamos nisso. Vamos respeitar a decisão e entrar com defesa imediata para tentar abreviar o final do processo”, destacou Bussab.

Por conta da morte de Kevin Beltrán, fã do San José atingido por um sinalizador marítimo que teria sido atirado por um torcedor corintiano em Oruro, o Corinthians foi punido com a perda de público em todos os jogos desta edição da Libertadores – quando atuar em casa, os portões do estádio deverão ficar fechados; quando visitante, será proibida a venda de ingressos a corintianos.

A expectativa é que o julgamento seja realizado dentro de 60 dias, mas Bussab espera acelerar os trâmites. “Na limitar foi dado este prazo. O processo vai se instalar quando apresentarmos nossa defesa, e faremos isso imediatamente”, afirmou o diretor corintiano.

Com portões fechados, Corinthians e Millonarios se enfrentarão nesta quarta-feira, às 22h, no Estádio do Pacaembu. A partida será válida pela segunda rodada do Grupo 5, atualmente liderado pelo Tijuana, do México, com três pontos.

Fonte: Terra

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes