Antes de confusão, corintianos deram calote em hotel de luxo na Bolívia

Antes de confusão, corintianos deram calote em hotel de luxo na Bolívia

A rápida passagem do Corinthians pela Bolívia, para enfrentar o San José pela Libertadores, segue rendendo histórias. Depois da morte do torcedor Kevin Espada, agora alguns corintianos estão sendo acusados de dar calote num hotel de luxo na cidade de Cochabamba, cidade localizada à 232 km de Oruro, local do confronto na última semana.


Vice-presidente da torcida organizada Gaviões da Fiel, Tadeu Macedo Andrade ficou hospedado no Gran Hotel Cochabamba com mais dois companheiros. Acontece que, um dia depois do jogo, uma das camareiras foi fazer a limpeza do quarto e reparou que a dupla havia deixado o local sem ter pagado a conta.

Como Tadeu ficou preso em Oruro pela confusão com o sinalizador lançado por um membro da sua torcida, ele foi o único que permaneceu no país e pagou a conta, avaliada em 500 dólares (R$ 1 mil). Assim, o local teve um prejuízo de R$ 2 mil pela fuga dos caloteiros.

'Já na sexta-feira, a camareira entrou no quarto para fazer a limpeza e não tinha mais nenhum pertence. Eles escaparam pela parte de trás do hotel?, disse o dono do hotel, Bernardo Pavisic.

O mesmo Gran Hotel recebeu a delegação do Corinthians para o confronto diante do San José, que terminou empatado por 1 a 1. O jogo foi marcado pela morte do jovem boliviano de 14 anos.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Centroavante Jô, 'Rei dos Clássicos', voltou a deixar o dele neste domingo

    Corinthians despacha São Paulo e vai à final do Paulistão contra Ponte Preta

    ver detalhes
  • Jô foi eleito o melhor em campo no clássico deste domingo

    Jô, Pablo e Jadson brigam pela melhor avaliação nas notas da torcida

    ver detalhes
  • Sem ser relacionado há seis partidas no Timão, Guilherme tem acerto encaminhado com o Atlético-PR

    Presidente confirma: Corinthians encaminha empréstimo do meia Guilherme

    ver detalhes
  • Carille tem oito titulares pendurados para primeira final contra a Ponte

    Oito dos dez titulares de linha do Corinthians entram pendurados na decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes