Conmebol adia julgamento que decide futuro do Corinthians para hoje

Conmebol adia julgamento que decide futuro do Corinthians para hoje

Conmebol adia julgamento que decide futuro do Corinthians para hoje

Conmebol adia julgamento que decide futuro do Corinthians para hoje

A Conmebol adiou o julgamento que definiria o futuro do Corinthians na Copa Libertadores para esta quinta-feira, 7 de março, às 15h de Brasília. Previamente marcado para quarta, a reunião não ocorreu porque um dos juízes não pôde participar do evento.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Corinthians, que aguardava o resultado da reunião em Tijuana, no México. Nesta noite, o time do técnico Tite enfrenta a equipe da casa, homônima, pela terceira rodada do Grupo 5 da Libertadores. 

A reunião desta quarta ocorreria por meio de teleconferência e definiria a punição do Corinthians por conta da tragédia de Oruro. Quem anunciou a data e até o horário do julgamento foi Caio Rocha, presidente do Tribunal de Disciplina da entidade, em entrevista à rádio Bradesco Esportes FM na última segunda.

Não houve, no entanto, nenhuma comunicação oficial da Conmebol com o clube. Mesmo assim, dirigentes e advogados alvinegros passaram a tarde na expectativa de uma decisão que acabou não saindo. Agora, terão de aguardar mais um dia para saber se o Corinthians seguirá obrigado a atuar com portões fechados.

A medida inicial tomada pela Conmebol foi preventiva, e pode ser revista no julgamento do mérito. A expectativa do clube do Parque São Jorge é que já na próxima quarta, contra o Tijuana, a torcida esteja autorizada a entrar no Pacaembu.

O julgamento é um desdobramento da morte do jovem Kevin Beltrán Espada, de 14 anos, que morreu atingido por um sinalizador de navio atirado por torcedores corintianos que assistiam ao empate por 1 a 1 com o San Jose, na Bolívia. O clube brasileiro, no entanto, não foi denunciado pela morte, e sim pelo uso do sinalizador, infração prevista no regulamento na Libertadores.

A posse do artefato poderia até causar a expulsão do Corinthians pela Libertadores, pela letra fria do regulamento. Apesar disso, a expectativa é que os brasileiros recebam uma punição parecida com aquela que foi aplicada ao Vélez, na última terça.

O clube argentino recebeu uma multa e foi obrigado a atuar uma vez com portões fechadas. Além disso, terá de jogar sem torcida quando for visitante até a semifinal, caso chegue tão longe na competição. No caso do Corinthians, isso significaria que o Pacaembu poderia receber público já na próxima rodada, uma vez que a equipe atuou uma vez com o estádio quase vazio na competição.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Com a 9 corinthiana, Luizão foi artilheiro da Libertadores de 2000, com 15 gols

    Ao Meu Timão, Luizão fala da busca do Corinthians por centroavante: 'Se cavar, acha na Argentina'

    ver detalhes
  • Camacho (à dir.) ganhou oportunidade entre os titulares no treino desta sexta

    Carille esboça time titular com uma troca; chance de mudança no esquema existe

    ver detalhes
  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes