Romarinho muda time, evoca 'velho Corinthians' e dá problema a Tite

Romarinho muda time, evoca 'velho Corinthians' e dá problema a Tite

Romarinho driblando 3 jogadores contra o Tijuana

Romarinho driblando 3 jogadores contra o Tijuana

O time ideal do Corinthians para a temporada 2013 parecia já estar desenhado. Quatro na defesa, Ralf e Paulinho como volantes, Renato Augusto e Danilo como meias abertos, e na frente a dupla Alexandre Pato e Paolo Guerrero. Mas a reviravolta provocada pela entrada de Romarinho na vitória sobre o Tijuana por 3 a 0, logo aos 27min do primeiro tempo, no lugar do lesionado Pato, deve dar um "problema" ao técnico Tite para a sequência do ano.

O Corinthians não jogou bem com Pato e Guerrero em campo durante quase 30 minutos. No 4-4-2, os dois atacantes enfiados se movimentaram pouco, não revezaram para buscar jogo no meio e deixaram o time sem opções de tabela. As únicas jogadas perigosas saíam com o meia Renato Augusto pela direita, aproveitando que o lateral Abrego ficava desprotegido. Assim saiu o gol de Pato, que foi imediatamente substituído por conta de dores musculares.

Na ficha técnica, Romarinho é atacante como Pato. Mas em campo, a movimentação é completamente diferente. Se Pato jogou ao lado de Guerrero, Romarinho se posicionou atrás do centroavante. O Corinthians voltou ao "velho" 4-2-3-1, tão familiar sob o comando de Tite, e imediatamente passou a mandar no jogo.

O volante Pellerano, que não tinha oponente direto e ajudava Abrego pela esquerda, passou a ter que correr atrás de Romarinho, que caía pelas pontas, enfraquecendo a marcação dos mexicanos. Não demorou para outro gol corintiano sair pela direita do ataque, com nova infiltração em velocidade de Renato Augusto.

A marcação corintiana também melhorou com Romarinho, que, ao contrário de Pato, voltou para compor o meio de campo e grudou em Pellerano, atrapalhando a saída de bola do Tijuana.

Jogador de técnica muito acima da média, Pato vinha jogando bem e tendo sequência como titular - mas a partida desta quarta mostrou que, com um jogador a mais no meio e Guerrero isolado na frente, a equipe é mais equilibrada. Cabe a Tite a decisão de apostar no novo esquema e dar tempo para que o time se acostume a ele, ou sacar um dos centroavantes estelares e voltar ao método que já rendeu tantos títulos a este Corinthians.

Fonte: terra

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes