São Paulo leva promessa do Corinthians e pode ter boicote por aliciamentos

São Paulo leva promessa do Corinthians e pode ter boicote por aliciamentos

38 mil visualizações 162 comentários Comunicar erro

Bruno Dip foi aliciado pelo São Paulo

Bruno Dip foi aliciado pelo São Paulo

Depois de Coritiba, Ponte Preta, Vasco e Grêmio Prudente, o Corinthians é mais um clube a acusar o São Paulo de aliciamento de jogadores. Com convocação para a Seleção Brasileira Sub-15 no currículo, o lateral esquerdo Bruno Dip (98) não se reapresentou aos infantis corintianos na última semana. Dias depois, seu pai confirmou à direção alvinegra que o jogador já treinava com o time são-paulino Sub-15 em Cotia.

Paralelo a isso, na última terça-feira no Rio de Janeiro, ganhou força a possibilidade de alguma punição ao São Paulo pelos quatro casos já citados – exceto o Vasco, já que se entende que o clube descumpriu com suas obrigações ao atrasar os salários do lateral Foguete (96), agora são-paulino. Os encaminhamentos no sentido de punição foram tomados por dirigentes de Grêmio, Internacional, Bahia, Atlético-PR, Atlético-MG, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Audax-SP, Palmeiras e os próprios Vasco e Corinthians. Alguns desses não participaram da reunião, mas sinalizaram a chance de um boicote ao São Paulo.

Os diretores das categorias de base dos clubes citados levarão a questão a seus presidentes em busca de respaldo, mas uma boa parte acredita poder dar sequência a um boicote aos são-paulinos, como já ocorreu com o Atlético-PR no último ano. A arma é utilizar a força dos clubes unidos e declarar que não vão participar de competições de base em que o São Paulo esteja. Uma decisão definitiva deve ser tomada no próximo encontro dos executivos, marcado para 11 de junho em Campinas. Considera-se razoável a possibilidade de os são-paulinos não participarem da próxima Taça Belo Horizonte Júnior, no meio do ano.

A decisão de não participar dos mesmos torneios que o São Paulo tem como objetivo não apenas a repressão à conduta do clube, mas também a proteção aos atletas. O Corinthians tem informações concretas de que o lateral Bruno Dip foi aliciado por um intermediário enviado por dirigentes são-paulinos à Copa Votorantim Sub-15, em janeiro. Na sequência, Bruno se reuniu com José Geraldo de Oliveira, gerente das categorias de base dos tricolores, e por fim com Adalberto Baptista, diretor de futebol.

Aos dirigentes do Corinthians, o pai do jogador declarou que o filho, que recebia R$ 500 mensais no Parque São Jorge, passaria a ganhar R$ 6 mil no São Paulo. Enquanto isso, a direção são-paulina adota três táticas: 1) silêncio. Os principais dirigentes não acompanharam a última edição da Future Cup, no fim de semana passado, e também não participaram da reunião de executivos no Rio. 2) questionar a validade do pacto entre os clubes. E principalmente, 3) confiar na força de Juvenal Juvêncio junto à CBF e Federação Paulista.

Prova disso é que, a partir da próxima sexta-feira, a Seleção Brasileira Sub-17 ficará duas semanas em preparação para o Sul-Americano, justamente, no Centro de Formação de Atletas de Cotia, que pertence ao São Paulo. Em um ano de administração de José Maria Marin, a Seleção principal também se hospedou em Cotia e disputou amistoso contra a África do Sul no Morumbi.

Fonte: terra

Veja Mais:

  • Chicão cutucou zagueiro Miranda nas redes sociais

    Chicão cutuca Miranda e publica vídeo de lance polêmico de 2009 entre Corinthians e São Paulo

    ver detalhes
  • Danilo Avelar jogou 25 dos 42 jogos do Amiens na França

    Corinthians agenda exames para Danilo Avelar e aguarda resultados para anunciar reforço

    ver detalhes
  • Sub-20 do Corinthians tem mais uma partida na Fazendinha nessa semana

    De decisão no basquete à agenda cheia na base: os compromissos do Corinthians na semana

    ver detalhes
  • Corinthians e São José voltam a se enfrentar pelas finais da Liga Ouro nesta segunda

    Corinthians joga nesta segunda no Parque São Jorge para se reabilitar nas finais da Liga Ouro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes