Paulinho nega preocupação com bolivianos

Paulinho nega preocupação com bolivianos

Presença praticamente garantida na próxima convocação de Felipão para o amistoso entre Brasil e Bolívia, o volante Paulinho, do Corinthians, poderá voltar à Bolívia após a tragédia ocorrida em Oruro, na partida entre San Jose (BOL) e Corinthians, pela Libertadores. Na ocasião, um torcedor boliviano foi morto após ser atingido por um sinalizador disparado por corintianos.

Em entrevista ao Portal da Band, Paulinho negou que esteja preocupado com uma possível hostilidade dos torcedores bolivianos. "Não estou preocupado com isso, primeiro tenho que fazer um bom trabalho para ser convocado. Acho que não tem nada a ver o que ocorreu (em Oruro) com a Seleção", afirmou.

O volante também comentou a declaração de Pelé, que afirmou que o Corinthians deveria ser a base da seleção brasileira. Questionado se sua dupla com Ralf seria a parceria ideal para o Brasil, Paulinho despistou. "Estamos procurando fazer nosso trabalho, vamos deixar na mão do Felipão".

Paulinho, que pediu para jogar o clássico deste domingo, contra o São Paulo, ressaltou a importância da partida. "É um clássico e todo jogador gosta de jogar em um clássico. Não sou diferente, quero muito jogar e estou à disposição", finalizou.

Fonte: terceiro tempo

Veja Mais:

  • Corinthians venceu o Paulistão no começo do ano

    Corinthians conhece adversários de grupo do Campeonato Paulista de 2018; veja as chaves

    ver detalhes
  • Corinthians é o maior vencedor do Campeonato Paulista

    Datas, novidade na lista de inscritos e premiação: saiba tudo sobre o Paulistão 2018

    ver detalhes
  • Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, resolveu pressionar a arbitragem

    Presidente do Grêmio pressiona arbitragem antes do duelo com o Corinthians: 'careca vagabundo'

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians vai comparecer em bom número no duelo decisivo contra o Grêmio

    Corinthians divulga nova parcial de ingressos para jogo decisivo contra o Grêmio

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes