Romário e Ivo Herzog vão à CBF pedir saída de Marin, Del Nero e cia

Romário e Ivo Herzog vão à CBF pedir saída de Marin, Del Nero e cia

Romário e Ivo Herzog vão à CBF pedir saída de Marin, Del Nero e cia

Romário e Ivo Herzog vão à CBF pedir saída de Marin, Del Nero e cia

Rio de Janeiro, RJ, 01 (AFI) - O filho do jornalista Vladimir Herzog, assassinado pela ditadura em 1975, Ivo Herzog, entregou nesta segunda-feira uma cópia do abaixoassinado com quase 55 mil assinaturas que pede a saída do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin. Acompanhado dos deputados federais Romário (PSB-RJ), presidente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara, e Jandira Feghali (PCdoB-RJ), presidente da Comissão de Cultura, Ivo Herzog protocolou a cópia do abaixoassinado e teve de deixá-la na recepção da sede da CBF, já que, segundo lhe foi dito, Marin não estava no prédio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.


'Recentemente descobri documentos que mostram a participação do senhor José Maria Marin durante o período do regime militar brasileiro', afirma Ivo no documento entregue à CBF e enviado às 27 federações estaduais de futebol e aos 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro. 'Estão com as cópias nas mãos. Agora, ou vão se manifestar, ou vão ser coniventes', disse o filho de Herzog. Ele contou ter informações de que a Comissão Nacional da Verdade vai convocar Marin a depor sobre o caso. 'E aí é importante que se diga: não será um convite, mas uma convocação. E ele será obrigado a comparecer', afirmou.

O abaixoassinado foi feito por meio do site Avaaz e, segundo Ivo, contou com a assinatura de nomes como Chico Buarque de Hollanda. O filho de Herzog chegou à sede da CBF às 15h08 e, minutos depois, já havia subido ao andar da entidade e protocolado a entrega da cópia, ao lado de Jandira e Romário.

'É bom que o torcedor brasileiro saiba quem está no comando da entidade maior de futebol do País', disse o ex-atacante. Um grupo de quatro torcedores (com camisas de Vasco, Botafogo, Fluminense e Flamengo) fez um pequeno protesto em frente à sede da CBF e conversou com Ivo e os parlamentares.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Corinthians e Grêmio se enfrentam neste domingo, na Arena em Itaquera

    Saiba como assistir ao jogo entre Corinthians e Grêmio na televisão nesta quarta

    ver detalhes
  • Noite vai ser de Arena Corinthians lotada para confronto decisivo

    Fiel garante quase 10 mil ingressos em um dia; Corinthians atualiza parcial contra o Grêmio

    ver detalhes
  • Corinthians venceu Grêmio por 1 a 0 no primeiro turno, em Porto Alegre

    Final de campeonato? Corinthians e Grêmio se enfrentam pela liderança do Brasileirão

    ver detalhes
  • Emprestado pelo Bordeaux, defensor tem futuro indefinido no Corinthians

    Sem definição com o Corinthians, agente de Pablo se reúne com Bordeaux por possível plano B

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes