Corinthians pode ficar até quatro meses sem receber de patrocinador

Corinthians pode ficar até quatro meses sem receber de patrocinador

O bloqueio do pagamento de patrocínio da Caixa Econômica Federal ao Corinthians pode durar ainda três ou quatro meses, segundo funcionários do departamento jurídico do clube. Como o recurso que o Corinthians moveu no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) foi negado na última semana, a quantia que deixaria de ser depositada nos cofres corinthianos pode chegar a R$12,5 milhões, na pior das hipóteses. A apuração foi feita pelo portal Lance!Net.

Em entrevista ao Yahoo! Esporte Interativo, o diretor jurídico Luiz Alberto Bussab descartou uma ruptura de contrato amigável com a Caixa Econômica Federal. "Em nenhum momento pensamos nisso. Somos parceiros da Caixa e vamos conversar pra ver quais são as medidas judiciais que podemos tentar para reverter o problema", disse.

Apesar do impasse jurídico que atrasa a entrada de dinheiro no clube, o diretor financeiro do Corinthians, Raul Corrêa, garante que nenhum jogador terá seus salários atrasados. "É um processo burocrático que não sabemos exatamente quanto tempo vai demorar, mas o Corinthians tem outras fontes de receita", afirmou o dirigente.

O time não recebe a verba desde março, quando o advogado Antonio Beiriz moveu uma ação que contestava a importância do banco estatal estampar sua logomarca na camisa alvinegra. Desde então, o clube não recebe cerca de R$2,5 milhões por mês, que estão sendo depositados em juízo.

Fonte: Yahoo!

Veja Mais:

  • Jogadores usaram máscaras em brincadeira do Corinthians

    Em clima de Carnaval, Corinthians provoca e dá máscaras para Gabriel e Maycon

    ver detalhes
  • Vitor Hugo publicou vídeo nesta quinta-feira

    Em rede social, Vitor Hugo publica vídeo com pedido de desculpas a Pablo; confira

    ver detalhes
  • Corinthians e Santos ainda não se enfrentaram em 2017

    FPF altera horário do clássico entre Corinthians e Santos na Arena

    ver detalhes
  • Thiago Duarte Peixoto será afastado dos gramados e passará por avaliação na FPF

    Após assumir erro, árbitro de Dérbi é afastado e passa por avaliação na FPF

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes