Brasil quer tratamento digno para torcedores presos, diz Patriota

Brasil quer tratamento digno para torcedores presos, diz Patriota

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse que o governo brasileiro esforça-se para que os 12 torcedores do Corinthians presos em Oruro pelo suposto envolvimento na morte de Kevin Espada tenham tratamento digno e seus direitos preservados. Segundo o chanceler, o caso é assunto de conversas permanentes entre autoridades dos dois países.

Os torcedores brasileiros são acusados de envolvimento na morte do jovem de 14 anos, atingido por um sinalizador de navio em fevereiro, durante o jogo entre Corinthians e San Jose, pela Copa Libertadores da América, em Oruro. Patriota lembrou que no dia 2 de março esteve na Bolívia e conversou sobre o assunto com o presidente Evo Morales e o ministro das Relações Exteriores, David Choquehuanca.

“O Brasil lamenta imensamente a perda de uma vida, de um jovem boliviano durante um jogo de futebol, mas está muito empenhado em garantir que os direitos dos torcedores presos na Bolívia sejam respeitados e que o tratamento mais sério possível possa ser dado para o equacionamento adequado dessa situação”, disse Patriota.

As declarações do chanceler foram feitas após uma entrevista coletiva na tarde desta quarta, quando o assunto principal era a reunião que ele teve com uma ministra da Geórgia. No fim da tarde, a questão dos 12 presos de Oruro voltaria à tona em um encontro com Mário Gobbi, presidente do Corinthians, que também se encontraria com José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça.

Patriota reiterou ainda que é fundamental garantir um tratamento digno aos brasileiros que estão na Bolívia. “Com a imprensa boliviana, tive a chance de ressaltar a importância que damos a um tratamento digno para os torcedores presos em Oruro e asseguramos a cooperação judiciária para esclarecer as circunstâncias em que ocorreu essa tragédia, dentro do pleno respeito à soberania boliviana.”

Na próxima quinta, em audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado, o ministro voltará a abordar o caso dos torcedores presos na Bolívia. Os senadores querem saber que providências o governo brasileiro tomou e que procedimentos pretende adotar em relação aos torcedores. Os parlamentares se dizem preocupados com o fato de os brasileiros estarem em um presídio lotado, convivendo com presos detidos por vários tipos de crime.

Fonte: uol

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes