Marin se reúne com deputados e concorda em ajudar família de Kevin

Marin se reúne com deputados e concorda em ajudar família de Kevin

Marin se reúne com deputados e concorda em ajudar família de Kevin

Marin se reúne com deputados e concorda em ajudar família de Kevin

Gustavo Franceschini
Do UOL, em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia)

O presidente da CBF, José Maria Marin, se reuniu na manhã deste sábado com os seis deputados que estão acompanhando o caso dos 12 corintianos presos em Oruro, na Bolívia. Após a conversa, Vicente Cândido (PT-SP), adiantou que a entidade-mor do futebol brasileiro e até a Conmebol concordaram em ajudar financeiramente a família de Kevin Espada.

'Pedimos dez dias para organizar as coisas e ver com CBF, Conmebol e o Corinthians para ver como vamos ajudá-los?, disse o político à imprensa em Santa Cruz de la Sierra, onde o Brasil enfrenta a Bolívia em uma partida amistosa.

 O acordo costurado com as entidades é a consequência de uma conversa que os políticos tiveram na última sexta-feira com a família de Kevin Espada. O jovem de 14 anos morreu atingido por um sinalizador de navio disparado por corintianos que assistiam ao confronto da equipe brasileira com o San Jose, pela Libertadores.

Limbert Beltrán, pai do jovem, está em Santa Cruz de la Sierra e não vai comparecer ao amistoso da seleção brasileira. Na conversa com Vicente Cândido, no entanto, ele sinalizou que estaria disposto a receber o auxílio financeiro em questão.

Uma das possibilidades seria a doação da renda do jogo entre Corinthians e San Jose, que acontece na próxima quarta, no Pacaembu. Segundo Vicente Cândido, o clube estaria disposto a cede toda a renda líquida da partida, mas evitou falar em valores até que tudo tenha sido devidamente acertado.

Além disso, a viagem dos deputados também serviu para manifestar ao Governo boliviano o pedido de celeridade na apuração da situação dos 12 corintianos. A partir de agora, anunciam eles, o cuidado com o caso ficará centralizado na embaixada brasileira em La Paz.

O papel que lhes resta é ir a São Paulo e pedir para que o menor de 17 anos que confessou o crime peça perdão publicamente à família. Segundo Vicente Cândido, o gesto pode ter um papel importante diante da Justiça boliviana, possivelmente apressando a conclusão do caso.

Os 12 torcedores estão presos em Oruro desde o dia do jogo. Dois deles são acusados de participação direta no crime, já que a polícia encontrou sinalizadores do mesmo lote que atingiu Kevin na mochila da dupla. Os outros dez estão sendo acusado de terem acobertado a fuga do responsável.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Após 1 a 1 na Arena, Timão volta a campo contra São Paulo na tarde deste domingo

    Rival tropeça, e Corinthians pode diminuir distância para primeira colocação geral

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Em rede social, Kazim responde Gabriel: 'Pra cima dos bambis'

    Em rede social, Kazim provoca São Paulo antes de clássico: 'Pra cima dos bambis'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes