Cruzeiro dá sinais de insatisfação por penhora de Dedé

Cruzeiro dá sinais de insatisfação por penhora de Dedé

Cruzeiro vai precisar dinheiro no farol até pra pagar o Dedé

Cruzeiro vai precisar dinheiro no farol até pra pagar o Dedé

Foto: Ruano Carneiro/LANCE!Press

O Cruzeiro já acertou tudo com o Vasco e com os investidores para levar Dedé para Minas Gerais. Mas um dos detalhes burocráticos que ainda precisavam ser resolvidos vem deixando a diretoria mineira insatisfeita. O clube não consegue efetuar o pagamento ainda por conta de penhora imposta por uma dívida antiga com Romário.

Um advogado do Vasco marcou uma reunião com representantes de Romário para tentar chegar a um acordo nesta terça-feira. Isso porque, apesar do acordo recente para pagamento da dívida milionária (em 120 parcelas de de R$ 150 mil), o Baixinho ainda tem penhorados os passes de Dedé, Fellipe Bastos e Eder Luis. Desde então, o Cruz-Maltino vinha tentando solucionar a situação. Mas sem sucesso.

Esse tem sido o maior entrave para que as partes concretizem o negócio. A DIS e o Cruzeiro já reuniram o aporte financeiro necessário (R$ 13 milhões por 45% dos direitos), mas aguardam o Vasco resolver esse imbróglio.

O Cruzeiro quer levar Dedé para Minas Gerais de imediato. Um médico do clube celeste já viria ao Rio nesta semana para realizar exames com o Mito.

O diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, segue acompanhando a negociação de perto. Nesta segunda-feira, houve uma reunião com os investidores, com a diretoria do Vasco e com os empresáriso de Dedé para acertar detalhes finais do pagamento e do contrato. Nesta terça-feira, as partes se encontraram novamente.

A novela envolvendo a saída do Mito vai chegando ao fim, mas, ao que parece, ainda terá mais alguns capítulos.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes