Ponte Preta reserva apenas 10% de ingressos para Corinthians no Paulistão

Ponte Preta reserva apenas 10% de ingressos para Corinthians no Paulistão

410 visualizações 5 comentários Comunicar erro

A Ponte Preta quer aproveitar a boa campanha na primeira fase do Paulistão e o direito de jogar as quartas de final no Moisés Lucarelli para usufruir da vantagem do mando de campo contra o Corinthians. Nesta terça-feira, o time de Campinas decidiu que vai disponibilizar apenas pouco mais de 10% dos ingressos para os rivais na partida de domingo, às 16h.

Serão colocadas à venda 18,5 mil ingressos, sendo 16,5 mil deles destinados à torcida da Ponte Preta e 2 mil aos rivais. "É uma decisão de um jogo só, estamos animados com a campanha espetacular do time e a presença do torcedor é fundamental. Esperamos ingressos esgotados, transformando o Moisés Lucarelli em um verdadeiro caldeirão e dando toda a força que o time precisa", ressalta o diretor social do clube, Giovanni Dimarzio.

A venda de ingressos começa apenas às 11h de quinta-feira, no Moisés Lucarelli, pelo site Ingresso Fácil, em alguns pontos de venda espalhados por Campinas. Naquela cidade, a torcida corintiana pode comprar entradas na bilheteria da rua de trás do estádio. Há também a opção pela internet.

Fonte: Msn esportes

Veja Mais:

  • Jadson, aos 35 do segundo tempo, assegurou a vitória ao Timão

    Corinthians 'goleia' Independiente por 1 a 0 e assume liderança isolada de grupo da Libertadores

    ver detalhes
  • Balbuena garante que renovação foi há dez dias, mas assinatura ainda não aconteceu

    Balbuena reclama do Meu Timão e garante que acertou renovação há dez dias; assinatura segue sem data

    ver detalhes
  • Timão venceu e assegurou a liderança isolada do Grupo 7

    Cássio supera Jadson e é eleito craque do Corinthians em vitória na Argentina

    ver detalhes
  • Na mira do Flamengo? Rodriguinho garante não ter sido procurado por clube do Rio

    Corinthiano Rodriguinho se posiciona sobre suposta sondagem do Flamengo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes