Corintianos compram ingressos e prometem faixa na Bombonera

Corintianos compram ingressos e prometem faixa na Bombonera

Teoricamente, o Corinthians não teria torcedores na Bombonera, para a partida desta quarta-feira, às 21h50m (horário de Brasília), contra o Boca Juniors, pelas oitavas de final da Taça Libertadores. A punição da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) pela morte do garoto Kevin Beltrán Espada, em Oruro, Bolívia, durante partida entre Timão x San José, determina que alvinegros estão impedidos de comparecer como visitantes aos estádios em jogos da competição continental. Ainda assim, alguns torcedores driblam a deterinação e se infiltrarão entre os argentinos para assistir ao confronto em Buenos Aires.
Membros de uma torcida organizada do Timão prometeram, inclusive, estender uma faixa na Bombonera durante a partida. Isso já aconteceu nos confrontos com o Tijuana, no México, e com o Millonarios, na Colômbia. Em ambas as situações, os corintianos foram rapidamente vetados por policiais locais. Todos ficarão na arquibancada central, na direção da linha de meio-campo.
Cientes do perigo que correrão torcendo para o Corinthians em meio aos argentinos, os alvinegros adquiriram ingressos com conhecidos do país vizinho, em uma loja de esportes da região central de Buenos Aires. Pagaram o equivalente a R$ 200,00 por bilhete. Um deles brincou sobre o que poderá acontecer quando a faixa da torcida organizada for estendida e os “barras bravas” do Boca notarem a presença de visitantes.
- Aproveita para falar com a gente que essa é a última vez... Depois, se bobear, só vão sobrar os corpos mesmo - afirmou, numa brincadeira inconsequente, sendo rapidamente repreendido pelos outros.
De acordo com os torcedores mais estão a caminho de Buenos Aires.
A diretoria do Timão não teme qualquer represália da Conmebol em relação a torcedores que fraudarem a decisão imposta pela entidade. Tanto o presidente Mário Gobbi quanto o advogado do clube, Luiz Felipe Santoro, têm certeza de que o clube não pode ser punido por decisões particulares de corintianos que decidirem “invadir” estádios adversários .

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes