Fifa propõe punições mais dura para combater racismo

Fifa propõe punições mais dura para combater racismo

290 visualizações 5 comentários Comunicar erro

Times podem ser expulsos das competições ou mesmo rebaixados se os seus jogadores, membros da comissão técnica e da diretoria ou torcedores forem considerados culpados de racismo ou discriminação, de acordo com propostas rigorosas apresentadas pela Fifa nesta segunda-feira.


A força-tarefa antirracismo da entidade também deseja que uma pessoa seja destacada nos estádios com a função específica de identificar atos de discriminação, e pediu para os países e clubes de todo o mundo oferecerem um 'plano de ação concreto' para combater o problema e implementar sanções 'de forma harmonizada'.

'Nós temos uma responsabilidade especial na forma como podemos impactar no futebol e na sociedade', disse o vice-presidente da Fifa Jeffrey Webb, chefe da força-tarefa que se reuniu pela primeira vez nesta segunda-feira em Zurique.

Para a força-tarefa, a presença dos observadores pode facilitar 'a disponibilidade de evidências, que nem sempre são fáceis de obter, para as comissões disciplinares tomarem decisões'.

As propostas foram incluídas em um projeto que será apresentado no Congresso da Fifa, em Maurício, no final do mês. Boateng e os também jogadores Jozy Altidore e Serey Die estão na força-tarefa. Boateng e Altidore não participaram da reunião desta segunda por causa de compromissos em seus clubes.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, criou a força-tarefa após o meia Kevin-Prince Boateng, do Milan, abandonar o campo com seus companheiros durante um amistoso contra o Pro Patria, da quarta divisão italiana, após ser alvo de racismo de torcedores. Outros casos recentes envolveram jogadores renomados, como John Terry, do Chelsea, e Luis Suárez, do Liverpool, punidos pelo comportamento.

O grupo propôs níveis diferentes de punições, desde multas e jogos realizados com portões fechados, até punições mais radicais, como retirada de pontos ou rebaixamento em caso de reincidência ou delitos mais graves.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Fagner atuou durante os 90 minutos do jogo entre Brasil e Costa Rica

    Fagner joga, defesa passa ilesa, e Brasil vence Costa Rica pela Copa do Mundo

    ver detalhes
  • Fagner faz parte da delegação canarinha que busca o hexa na Rússia

    Até rivais se rendem, e Fagner é elogiado após estreia em Copas do Mundo; veja repercussão

    ver detalhes
  • Fagner e Tite trabalharam juntos no Corinthians em 2015 e 2016

    Fagner ou Danilo? Corinthiano leva vantagem nas estatísticas defensivas e ofensivas na Copa

    ver detalhes
  • Corinthians e São José disputam o título da Liga Ouro de 2018

    Em vantagem na série final, Corinthians visita São José valendo título da Liga Ouro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes