Mesmo com receita maior, dívida de clubes vai a R$ 4,5 bi

Mesmo com receita maior, dívida de clubes vai a R$ 4,5 bi

Flamengo, do Elias, deve mais que o Seu Maduga

Flamengo, do Elias, deve mais que o Seu Maduga

Foto: Richard Souza/Globoesporte.com

Giancarlo Lepiani, da Veja, Parceira da Placar
A temporada de receitas recorde dos grandes clubes brasileiros em 2012 não impediu que as dívidas das agremiações continuassem crescendo, ainda que num ritmo menor do que nos anos anteriores. Na quarta-feira, o site de VEJA mostrou os números da nova edição do estudo do consultor Amir Somoggi, um dos principais especialistas em gestão e marketing esportivo do país, sobre as finanças das vinte maiores equipes brasileiras. Eles revelam que no ano passado, pela primeira vez na história, o faturamento conjunto desse pelotão de elite do futebol nacional passou dos 3 bilhões de reais (as receitas totais subiram 38% em apenas um ano). Mesmo com o reforço considerável nas receitas, o endividamento dos clubes continuou em alta. Ou seja: mesmo com a injeção adicional de recursos - provenientes, em boa medida, das luvas dos novos contratos para transmissão dos jogos pela TV pela Rede Globo -, os clubes não conseguiram reduzir suas dívidas. Entre as exceções estão o Vasco, o Santos, o Grêmio e o Corinthians. Somados, os vinte principais clubes do país deviam nada menos que 4,5 bilhões de reais no ano passado, uma alta de 16% na comparação com 2011 (e de 120% desde 2008). O lado positivo do estudo é que esse crescimento nas dívidas é o menor desde 2009. Em 2010 e 2011, o endividamento dos clubes cresceu 19% a cada temporada.

Outro aspecto positivo revelado pelos números reunidos no estudo é a redução da relação entre dívida e receita total dos clubes (na tabela ao lado). Com o incremento das receitas obtidas pelas equipes, o indicador melhorou. Quanto menor ele for, mais positiva é a situação. A relação entre dívida e receita total média dos vinte clubes avaliados por Somoggi era de 1,78 em 2011. No ano passado, ela caiu para 1,44. O Botafogo ainda é o clube cuja dívida é mais distante de seu faturamento anual, mas o abismo ficou menor em 2012. Em 2011, a dívida do clube alvinegro era quase dez vezes maior que a receita total do clube carioca na temporada. Em 2012, a dívida estava cinco vezes maior que o faturamento. Depois do Botafogo aparecem os outros três grandes do Rio: Flamengo, Vasco e Fluminense. Por causa de suas enormes receitas (é o líder nesse quesito) e de uma gestão financeira mais profissional do que na década passada, quando viveu fortes turbulências, o Corinthians tem uma relação dívida/receita total de apenas 0,5. O São Paulo, vice-campeão em receitas em 2012, aumentou sua dívida, mas mesmo assim está numa situação mais confortável que os grandes do Rio, por exemplo. Suas dívidas correspondiam a 70% de sua receita total anual na última temporada.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Clayson está na mira do Corinthians, que cogita emprestar terceiro jogador ao clube de Campinas

    Corinthians estuda emprestar jogador à Ponte Preta por contratação de Clayson

    ver detalhes
  • Timão foi eliminado pelo Náutico, que agora é excluído por escalação irregular

    Por escalação irregular contra Corinthians, Náutico é excluído da Copa do Brasil Sub-20

    ver detalhes
  • Timão empatou com rival São Paulo e carimbou passaporte à finalíssima

    Classificação do Corinthians à final do Paulistão rende recorde de audiência à Globo

    ver detalhes
  • Fiel promete lotar Arena para empurrar Corinthians rumo ao título paulista

    Corinthians inicia venda de ingressos para final e dá orientação a inadimplentes

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes