Ministério do Esporte vai acabar com a proibição federal do consumo de cerveja nos estádios.

Ministério do Esporte vai acabar com a proibição federal do consumo de cerveja nos estádios.

1.1 mil visualizações 5 comentários Comunicar erro

No entorno dos estádios, torcedores compram cerveja livremente

No entorno dos estádios, torcedores compram cerveja livremente

Foto: Alexandre Loureiro

Aldo Rebelo, Ministro dos Esporte, disse para diversos cartolas que vai editar o decreto regulamentador que acaba com a proibição federal da venda e consumo de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol.

O estatuto do torcedor impede as bebidas etílicas nos jogos.

O ato de ministério do esporte vai acabar com o veto apenas em âmbito nacional.

Cada Estado do Brasil terá o direito de tomar posição e legislar sobre o assunto.

Em São Paulo, por exemplo, há uma lei estadual que impede a venda e o consumo de bebidas nos locais dos jogos.

Após a edição do decreto regulamentador, ou quem sabe antes disso, os grandes clubes paulistas vão começar o trabalho de convencimento dos deputados na Assembléia Legislativa para conseguirem a mudança da lei.

A liberação das cervejas aumentará o faturamento dos interessados, pois São Paulo e Santos possuem estádio, o Corinthians terá a Arena Corinthians, e o Palmeiras logo mais voltará a atuar em sua casa.

Fonte: Virgula - Blog do Birner

Veja Mais:

  • Com Renê Júnior, Timão ajustou últimos detalhes para o confronto com o Paraná

    Corinthians encara Paraná escalado com três mudanças; confira

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians pode ficar de olhos abertos: jogo contra o Paraná passa na televisão

    Jogo às 11h passa na TV! Veja como assistir a Paraná x Corinthians pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Top fregueses do Corinthians | #43

    SAUDAÇÕES CORINTHIANAS: Os maiores fregueses do Corinthians

    ver detalhes
  • Matheus Matias vive a expectativa de estrear com a camisa do Timão

    Matheus Matias segue dieta especial por estreia no Corinthians: 'Não paro de comer'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes