Tite busca reafirmar ambição do Timão: 'Não quero perder de novo'

Tite busca reafirmar ambição do Timão: 'Não quero perder de novo'

Tite gesticula durante o treino do Corinthians no CT Joaquim Grava

Tite gesticula durante o treino do Corinthians no CT Joaquim Grava

Foto: Fernando Donasci/UOL

O Corinthians chegou à final do Campeonato Paulista eliminando dois adversários fora de casa. Primeiro, goleou a Ponte Preta por 4 a 0 em Campinas, pelas quartas. Já na semi, empatou sem gols com o rival São Paulo no Morumbi, mas levou a melhor nos pênaltis. Desta vez, a equipe terá oportunidade de fazer o primeiro jogo da decisão contra o Santos no Pacaembu, neste domingo, às 16h. A intenção do técnico Tite não é só evitar o tetra estadual do time da Baixada, mas ficar à frente em uma história recente repleta de confrontos equilibrados.

Em cinco anos, essa é a terceira vez que Corinthians e Santos decidirão o Campeonato Paulista. Além disso, ainda disputaram uma vaga na final da Taça Libertadores América do ano passado, quando o Timão levou a melhor. Ciente da dificuldade que encontrará em campo no próximo domingo, Tite quer levantar outra taça para provar, uma vez mais, que o trabalho à frente do clube do Parque São Jorge está consolidado.

O discurso de que o Paulistão não é importante está fora de questão. Embora já tenha admitido que o bi da América é prioridade para o Corinthians no momento, o técnico tem certeza de que perder o título para o Santos – como ocorreu em 2011 – geraria questionamentos. Por isso, em busca do primeiro estadual em São Paulo de sua carreira, Tite escalará força máxima no domingo.
– Chegar à final é a oportunidade de consolidar o trabalho de uma equipe. Podem dizer que não é importante... Mas perde para você ver se não é. Já perdemos uma vez, e não quero que isso aconteça de novo. O fato de o Santos poder ser tetra é muito significativo para nós. Há grandes pessoas do outro lado, e eu quero fazer a minha parte – afirmou.

O comandante corintiano não fez muitos comentários sobre os protagonistas do outro lado clássico. Questionado sobre Muricy Ramalho, preferiu dizer apenas que tem um "respeito muito grande" pelo treinador adversário. Sobre Neymar, afirmou que não é possível fazer uma previsão de como ele jogará, mas assegurou que está atento desde já para os perigos que o atacante santista representa.

– É claro que pensamos no Neymar, mas também nos outros jogadores. Onde ele vai estar? Será em um 3-5-2, ou no mesmo esquema da seleção? Mais centralizado ou mais liberado pelo lado esquerdo? É difícil. Só digo que temos de tomar cuidado – resumiu.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Corinthians imagina que receberá propostas por Yago e Balbuena

    Corinthians estuda vender zagueiro e intensifica busca por contratação defensiva

    ver detalhes
  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Sub-20 comemorando título do Corinthians/UNIP no futsal

    Sub-20 conquista título estadual e Corinthians fica perto de fim de ano perfeito no futsal

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes