Paulinho iguala Dino Sani e está a três gols de ser o 2º maior da história

Paulinho iguala Dino Sani e está a três gols de ser o 2º maior da história

Paulinho comemora o primeiro gol do Timão na final contra o Santos

Paulinho comemora o primeiro gol do Timão na final contra o Santos

Foto: Rodrigo Coca/Agência Estado

O gol diante do Santos na primeira final do Paulistão, no Pacaembu, fez Paulinho se tornar o 3º maior volante-artilheiro da história do Corinthians ao lado de Dino Sani, com nada menos do que 32 gols - ex-jogador, hoje com 80 anos, fez o mesmo número de gols entre os anos de 1965 e 1968.

Agora, a meta pessoal de Paulinho será alcançar o segundo maior volante-artilheiro do Timão. E a meta é, sim, tranquilamente alcançável já que faltam apenas três gols. Wilson Mano, que também atuava na lateral direita, colocou 35 bolas nas redes. Neste caso, vale a ressalva de que o ex-jogador atuou 408 vezes com a camisa do Corinthians, contra apenas 164 jogos disputados pelo atual camisa 8 do Alvinegro.

Mas a meta de Paulinho deve parar por aí. O primeiro, que é o lendário Biro-Biro, fez nada menos do que 75 gols entre os anos de 1978 e 1988. Foram 589 partidas, algo impensável nos dias de hoje, com tantas trocas de clubes - Paulinho deve se transferir na próxima janela internacional, em agosto.

O volante é um dos artilheiros do elenco do Timão neste temporada, com quatro gols, perdendo apenas para Paolo Guerrero (12) e Alexandre Pato (7), os principais especialistas do grupo de Tite. Subir ao ataque e balançar a rede adversária não é novidade para o volante. Antes de chegar ao Corinthians, em abril de 2010, ele se destacou pelo Bragantino no Campeonato Paulista. Na ocasião, marcou oito gols e foi o principal goleador da equipe na competição

Feliz pelo gol diante do Santos, Paulinho demonstrou frustração apenas pela quantidade de chances desperdiçadas pela equipe na primeira final do Paulistão.

- Não conseguimos fazer mais gols, mas o importante foi que vencemos. Faltou caprichar um pouco mais (nas finalizações). Eu tive algumas oportuunidades e não soube finalizar, poderíamos ter ido com uma vantagem maior e tivéssemos feito os gols, mas não conseguimos fazer - afirmou.

- Pelo volume de jogo... Não sei se eles tiveram sorte, pois essa palavra é um pouco ruim, mas poderíamos ter feito três ou quatro gols. Só deu Corinthians na primeira etapa - completou.

Os volantes-artilheiros da história do Timão:

1 - Biro-Biro - 75 gols
2 - Wilson Mano (também jogava na lateral direita) - 35 gols
3 - Dino Sani - 32 gols
- Paulinho - 32 gols
5 - Elias - 24 gols
6 - Ruço - 22 gols
- Roberto Belangero - 22 gols
8 - Marcelo Mattos - 20 gols
9 - Édson Cegonha (também era lateral direita) - 17 gols
10 - Vampeta
Fabinho - 17 gols

Fonte: lancenet.com.br/futebol/

Veja Mais:

  • Farfán foi companheiro de Guerrero na seleção do Peru

    Jornalista revela interesse do Corinthians em atacante peruano

    ver detalhes
  • Camisa a ser usada pelo Corinthians contra o Cruzeiro tem escudo da Chapecoense

    Em ação no Twitter, Corinthians exibe uniforme em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes