Paulinho iguala Dino Sani e está a três gols de ser o 2º maior da história

Paulinho iguala Dino Sani e está a três gols de ser o 2º maior da história

Paulinho comemora o primeiro gol do Timão na final contra o Santos

Paulinho comemora o primeiro gol do Timão na final contra o Santos

Foto: Rodrigo Coca/Agência Estado

O gol diante do Santos na primeira final do Paulistão, no Pacaembu, fez Paulinho se tornar o 3º maior volante-artilheiro da história do Corinthians ao lado de Dino Sani, com nada menos do que 32 gols - ex-jogador, hoje com 80 anos, fez o mesmo número de gols entre os anos de 1965 e 1968.

Agora, a meta pessoal de Paulinho será alcançar o segundo maior volante-artilheiro do Timão. E a meta é, sim, tranquilamente alcançável já que faltam apenas três gols. Wilson Mano, que também atuava na lateral direita, colocou 35 bolas nas redes. Neste caso, vale a ressalva de que o ex-jogador atuou 408 vezes com a camisa do Corinthians, contra apenas 164 jogos disputados pelo atual camisa 8 do Alvinegro.

Mas a meta de Paulinho deve parar por aí. O primeiro, que é o lendário Biro-Biro, fez nada menos do que 75 gols entre os anos de 1978 e 1988. Foram 589 partidas, algo impensável nos dias de hoje, com tantas trocas de clubes - Paulinho deve se transferir na próxima janela internacional, em agosto.

O volante é um dos artilheiros do elenco do Timão neste temporada, com quatro gols, perdendo apenas para Paolo Guerrero (12) e Alexandre Pato (7), os principais especialistas do grupo de Tite. Subir ao ataque e balançar a rede adversária não é novidade para o volante. Antes de chegar ao Corinthians, em abril de 2010, ele se destacou pelo Bragantino no Campeonato Paulista. Na ocasião, marcou oito gols e foi o principal goleador da equipe na competição

Feliz pelo gol diante do Santos, Paulinho demonstrou frustração apenas pela quantidade de chances desperdiçadas pela equipe na primeira final do Paulistão.

- Não conseguimos fazer mais gols, mas o importante foi que vencemos. Faltou caprichar um pouco mais (nas finalizações). Eu tive algumas oportuunidades e não soube finalizar, poderíamos ter ido com uma vantagem maior e tivéssemos feito os gols, mas não conseguimos fazer - afirmou.

- Pelo volume de jogo... Não sei se eles tiveram sorte, pois essa palavra é um pouco ruim, mas poderíamos ter feito três ou quatro gols. Só deu Corinthians na primeira etapa - completou.

Os volantes-artilheiros da história do Timão:

1 - Biro-Biro - 75 gols
2 - Wilson Mano (também jogava na lateral direita) - 35 gols
3 - Dino Sani - 32 gols
- Paulinho - 32 gols
5 - Elias - 24 gols
6 - Ruço - 22 gols
- Roberto Belangero - 22 gols
8 - Marcelo Mattos - 20 gols
9 - Édson Cegonha (também era lateral direita) - 17 gols
10 - Vampeta
Fabinho - 17 gols

Fonte: lancenet.com.br/futebol/

Veja Mais:

  • Guilherme Arana é um dos principais jogadores do país em 2017

    Time espanhol trata Arana como prioridade e deve apresentar nova oferta para o Corinthians

    ver detalhes
  • Romero e Balbuena foram convocados pelo técnico Arce

    Lesão não impede convocação de Balbuena; Paraguai libera lista com os jogadores do Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians não vê jogo da equipe na TV aberta há quase um mês

    Fiel só tem uma opção para assistir na TV ao jogo do Corinthians contra Chapecoense

    ver detalhes
  • Elias deixou o Corinthians há um ano para reforçar o Sporting, de Portugal

    Por momento ruim do Atlético-MG, Elias cogita retorno ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes