Brasileirão por pontos corridos tem mais campeões e equilíbrio que na Europa

Brasileirão por pontos corridos tem mais campeões e equilíbrio que na Europa

Brasileirão por pontos corridos tem mais campeões e equilíbrio que na Europa

Brasileirão por pontos corridos tem mais campeões e equilíbrio que na Europa

Por José Ricardo Leite
Do UOL, em São Paulo


Se comparado às principais ligas nacionais da Europa, o Campeonato Brasileiro demonstra maior equilíbrio se analisado o número de equipes que já foram campeãs na era dos pontos corridos.

Desde 2003, quando foi o Brasileirão disputado pela primeira vez no atual formato, seis clubes já conseguiram faturar a taça: São Paulo (três vezes), Corinthians (duas), Fluminense (duas), Cruzeiro, Santos e Flamengo, com uma conquista cada.

Nenhum dos Nacionais de Alemanha, Espanha, Itália, Inglaterra, Portugal ou França têm uma variedade de campeões tão expressiva no período de 2003 a 2012.

Na Alemanha, o Bayern de Munique dominou o período com cinco títulos. Apenas outros quatro venceram: Borussia Dortmund, Werder Bremen, Stuttgart e Wolfsburg. A França também teve apenas cinco. Nas outras ligas o número é ainda menor.

Nos últimos dez anos, a Inglaterra viu apenas quatro clubes triunfarem na Premier League: Manchester United, Manchester City, Chelsea e Arsenal. Na Itália, só Juventus, Milan e Inter ganharam de 2003 a 2012.

O futebol espanhol viu três campeões no período. Só o Valencia conseguiu em uma temporada quebrar a hegemonia da dupla Real Madrid e Barcelona. Em Portugal a rotatividade de campeões é ainda menor: só Porto e Benfica venceram.

O menor número de clubes com potencial para conquistar o título faz o futebol europeu ter algo incomum para os padrões nacionais nos pontos corridos: um único time que praticamente domina um período.

De 2003 a 2013, o São Paulo foi quem mais se aproximou disso ao ganhar o Nacional três vezes (consecutivas) , número baixo se comparado ao de clubes europeus. O Porto, por exemplo, foi oito vezes campeão no mesmo período. Só viu o Benfica incomodar e tirar a taça em duas oportunidades.

Na França, o Lyon foi seis vezes vencedor em dez anos. Bayern de Munique, Manchester United e Inter de Milão venceram cinco vezes.

A diferença para o Campeonato Brasileiro fica também evidente pelos times europeus serem campeões de maneira muito mais fácil em termos de desempenho. Na temporada que acaba-se de encerrar, por exemplo, todos os times campeões tiveram mais de 75% de aproveitamento, exceto o PSG, com 72%.

Bayern (89%), Barcelona (87%), Porto (87%), Manchester United (78%) e Juventus (76%) ganharam com muito mais folga do que o necessário para se vencer no Brasil. A melhor campanha da história em uma competição por pontos corridos no país foi a do Cruzeiro, em 2003, com 72,5%.

Na Europa, só seis vezes em dez anos um time foi campeão na Itália, Alemanha, Espanha, Inglaterra ou Portugal com desempenho pior do que o do Cruzeiro.

O Brasil teve como 'pior' campeão em retrospecto o Flamengo de 2009, que arrematou a  taça com apenas 59% de desempenho.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Últimos comentários

    Foto do perfil de MARCIO

    Marcio 39 comentários

    5º. por @marciobzn

    O problema do campeonato brasileiro hoje em dia não é mais precisamente sua organização, os moldes são os mesmos da Europa, o real problema está na falta profissionalismo de pelo menos 14 ou 15 clubes dos vinte que o disputa, erro que nós mesmos cometemos até 2007, que só acabou com o andrés.

    A tendencia daqui para frente será uma polarização dos que se profissionalizarem, partimos na frente, mas a tendencia será que sejamos seguidos, por, São Paulo e inter em primeiro momento, depois devem entrar na briga, Cruzeiro, atlético mg (se mantiver o que foi feito de 2011 para cá em planejamento) Flamengo pois tem potencial para tal.

    Mas uma coisa é fato, não disputaremos mais campeonatos, mas sim, títulos, não ganharemos tudo, pois futebol é imponderável, mas entraremos sempre com condições de vencer o que disputarmos.

  • Foto do perfil de MIRTINHO

    Ranking: 108º

    Mirtinho 3206 comentários

    4º. por @mirtinho.matao

    Brasileirão; o que nos ganhamos foi no campo não via fax igual a muitos por ai, vai Corinthians

  • Foto do perfil de Iuri

    Ranking: 157º

    Iuri 2441 comentários

    3º. por @iuri.candido

    Muitos ingredientes podem ser somados para que o Brasileirão vire produto exportação. Se os clubes não venderem a alma e, consequentemente, vários anos de direitos de transmissão antecipados para a Vênus Prateada, poderão ganhar muito com isso. Ah, os caras lá fora estão acostumados a ver jogos com estádios lotados e torcidas inflamadas. É a nossa cara!

  • Foto do perfil de Sulivan

    Ranking: 161º

    Sulivan 2396 comentários

    2º. por @juan.sulivan

    A partir de agora o Coringão vai dominar a liga brasileira, só vai dar Corinthians

  • Foto do perfil de Fabio

    Ranking: 53º

    Fabio 5007 comentários

    1º. por @fabio.moschetti

    Por isso que eu ainda digo que o Brasileirão é o melhor campeonato das Américas e se fosse melhor organizado sem dúvidas seria o melhor do mundo por ser mais equilibrado