Corinthians veta entrada de jornalistas que vão pro jogo de graça pra não trabalhar

Corinthians veta entrada de jornalistas que vão pro jogo de graça pra não trabalhar

A Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo enviou aos associados e colocou no site oficial um comunicado onde informa que a partir desta semana, que o controle da entrada de jornalistas no Estádio do Pacaembu, em jogos do Corinthians, será feito exclusivamente pela assessoria de imprensa do clube. Com isso, até serviços como internet sem fio, acesso a vestiários e sala de imprensa passam para o controle do clube.

Na prática, a transferência amplia o que já vem sendo feito desde o ano passado. O Corinthians tem certeza de que muita gente entrou de graça (com credencial da Aceesp) nos jogos do time no Pacaembu, para torcer e não trabalhar. Em um trecho do comunicado, a Aceesp afirma: "A alegação deles era que JORNALISTAS CORINTIANOS, que trabalham na crônica esportiva, estavam lesando os cofres do clube entrando no estádio em dias que não estavam trabalhando e acessando as numeradas e arquibancadas, o que prejudicaria os torcedores".

Leia abaixo a nota da Aceesp na íntegra: ACEESP – CORINTHIANS – PACAEMBU

Prezados cronistas esportivos.

A Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo), ao lado dos fiscais da FPF e de funcionários do Pacaembu e da Administração Municipal de Esportes, havia organizado o setor de imprensa do Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho.

Em todos os jogos no Pacaembu, em especial os do Corinthians, a Ana Marina, assessora de imprensa da Aceesp, organizava os setores de imprensa em conjunto com os demais funcionários.

Colocamos TV a cabo no saguão para ajudar os cronistas. Organizamos cabines de rádio e TV e o setor da imprensa escrita. Em uma última etapa colocamos internet rápida.

Funcionários do financeiro, marketing e assessoria de imprensa do Corinthians, procuraram a Aceesp querendo assumir o controle da organização da imprensa em seus mandos de campo. A alegação deles era que JORNALISTAS CORINTIANOS, que trabalham na crônica esportiva, estavam lesando os cofres do clube entrando no estádio em dias que não estavam trabalhando e acessando as numeradas e arquibancadas, o que prejudicaria os torcedores.

A Aceesp mostrou o mapeamento feito no Pacaembu, toda organização do serviço de imprensa e rechaçou a hipótese de JORNALISTAS CORINTIANOS estarem prejudicando o clube. Todo controle sempre esteve a cargo da Ana Marina, fiscais da FPF e funcionários do Pacaembu, que jamais permitiram excessos.

O Corinthians, por ser o locatário do Pacaembu, não abriu mão de organizar a imprensa e dispensou a ajuda da ACEESP. O nosso departamento jurídico e diretoria entenderam o direito do clube.

De acordo com a Lei 12.395, de março de 2011, que a Aceesp participou de todo processo e que foi aprovada pela presidente Dilma, os profissionais credenciados pelas Associações de Cronistas Esportivos, QUANDO EM SERVIÇO, têm o direito de acessar praças, estádios e ginásios desportivos em território nacional. Mostramos a lei ao Corinthians, que prometeu respeitá-la.

Ainda de acordo com nosso departamento jurídico, o Corinthians está respeitando a lei. Exige um credenciamento específico para cada jogo no Pacaembu solicitando o número da credencial Aceesp e mais o pedido das chefias de cada equipe de imprensa.
Por decisão única e exclusiva do Corinthians, é feita uma triagem e vetado um número maior de profissionais de um mesmo veículo. Só com esse credenciamento específico os profissionais podem entrar nas cabines de rádio, TV e imprensa escrita.

Mas ninguém, obedecendo a lei, é proibido de entrar no Pacaembu. Porém, em decisão do Corinthians, quem tem credencial Aceesp e não fez o pedido ao clube, fica no saguão e assiste ao jogo pela TV. Os seguranças impedem esses profissionais de circularem pelo estádio nas dependências da imprensa.

A ACEESP não diferencia profissionais de acordo com o clube que ele torce, porque concorda com profissionais. E volta a insistir que os cronistas que torcem pelo Corinthians jamais LESARAM O CLUBE BURLANDO LEIS. O estádio estava organizado.

Por não concordar com o marketing, assessoria de imprensa e financeiro do Corinthians, a Aceesp, a partir de agosto, cancelou a assinatura da TV a cabo, a internet rápida e não manda mais sua funcionária para jogos com mando do clube. O Corinthians assumiu tudo e prometeu facilitar o trabalho da imprensa.

Porém, se algum cronista se sentir prejudicado e perceber desrespeito à lei, o departamento jurídico está à disposição do associado.
DIRETORIA DA ACEESP

Fonte: Terra

Veja Mais:

  • Final da Flórida Cup 2017, único revés em mata-mata para o Corinthians no Século 21

    Após seis triunfos, Timão perde primeiro mata-mata para o São Paulo no Século 21

    ver detalhes
  • Não agradou - Titular no Majestoso, Guilherme teve atuação discreta na decisão da Florida Cup

    Meia do Corinthians tem nota próxima do zero após empate

    ver detalhes
  • Timão disputou primeiro clássico de 2017 na noite deste sábado

    Clássico termina empatado e Corinthians perde título para rival nos pênaltis

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel foi chutado por Bruno

    Marquinhos Gabriel leva chute na cabeça; árbitro ignora, mas expulsa Kazim e Maicon

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes