Estádio do Corinthians já tem valor de R$ 693 milhões

Estádio do Corinthians já tem valor de R$ 693 milhões

Por Meu Timão

Arena Corinthians, em fase final de construção, já vale 692 milhões de reais

Arena Corinthians, em fase final de construção, já vale 692 milhões de reais

Local da abertura da Copa-2014 e nova casa corintiana, o novo estádio do Corinthians já vale cerca de R$ 693 milhões segundo o último relatório do fundo que o controla. Esse montante representa o total investido na construção da arena até o final de junho, montante que é atualizado mês a mês. A previsão final é de que o custo dele seja R$ 820 milhões.

O estádio da estreia do Mundial pertence ao Arena Fundo de Investimento Imobiliário FII, registrado na CVM (Comitssão de Valores Mobiliário), que regula o mercado de ações, fundos e empresas abertas. Os sócios quotistas desse fundo serão, diretamente ou indiretamente, o BNDES ou a Caixa Econômica, a Odebrecht e o Corinthians, que já tem cotas.

Mensalmente, é feito um relatório da situação do Arena Fundo. No último, de junho, o item “imóveis para renda em construção” registra o valor de R$ 692,8 milhões. Como tem como único fim a construção do estádio, o fundo só tem mais um capital em dinheiro de R$ 1,6 milhão no seu ativo. Ainda registra dívida de R$ 260 milhões referentes a empréstimos feitos para a construção.

Para se ter uma ideia do tamanho do negócio, a Arena já vale mais do que o triplo de todos os imóveis que o Corinthians contabilizou em seu balanço de 2012. O principal desses bens é o Parque São Jorge, que, aliás, foi dado como garantia para a obtenção do empréstimo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Um negócio tão vultoso também envolve despesas altas para a sua manutenção. Em 2012, foi gasto R$ 1,8 milhões só para gerir as empresas do Itaquerão. Advogados consumiram R$ 244 mil, consultorias imobiliárias, R$ 312 mil, e os administradores do fundo, a BRL Trust, levaram R$ 870 mil.

Até agora esses custos têm sido pagos pelo dinheiro dos empréstimos tomados indiretamente pela Odebrecht. Mas, no futuro, esse valores terão de ser cobertos pelo empréstimo do BNDES e posteriormente com as rendas do estádio corintiano.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Sem oportunidades, Bruno Paulo está próximo de deixar o Corinthians

    Fora dos planos do Corinthians, Bruno Paulo negocia com time pernambucano

    ver detalhes
  • Meu Timão mostra como foi o casamento na Arena Corinthians

    VÍDEO: Meu Timão mostra como foi o casamento na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Felipe convenceu já em sua primeira temporada na Europa

    Porto nega calote e revela pedido de desculpas de dirigente do Corinthians

    ver detalhes
  • Pablo é essencial para a defesa do Corinthians

    Perto do fim do prazo, Corinthians se mantém confiante em permanência de Pablo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes