Corinthians vira líder de público do Brasileirão mesmo sem estádio novo

Corinthians vira líder de público do Brasileirão mesmo sem estádio novo

Corinthians vira líder de público do Brasileirão mesmo sem estádio novo

Corinthians vira líder de público do Brasileirão mesmo sem estádio novo

O Corinthians é líder do Campeonato Brasileiro, mas não na tabela de classificação. O atual campeão mundial é o time que mais levou pessoas ao estádio em 16 rodadas. Em oito jogos como mandante, já soma 231.643 expectadores, em uma média de 28.955 por partida. Em um torneio em que os maiores públicos vieram das novas arenas construídas para a Copa do Mundo, é um feito e tanto ser o primeiro colocado usando um estádio inaugurado há mais de 70 anos.

O Corinthians mandou todas as suas partidas no Pacaembu. O estádio, inaugurado em 1940, atualmente tem capacidade para 37 mil torcedores. É pequeno se comparado, por exemplo, com o Mané Garrincha, de Brasília, reinaugurado neste ano, com 70 mil lugares. A vantagem corintiana fica por conta da ocupação. Enquanto o Corinthians usa 77% da capacidade de sua arena, a taxa da nova arena de Brasília é de 53%.

Praticamente lotando o estádio a cada jogo, o Corinthians consegue superar os outros líderes de público do torneio. O Flamengo, por exemplo,  fez os mesmo oito jogos como mandante no torneio. Nos jogos em novas arenas (Maracanã e Mané Garrincha), tem média de 36 mil torcedores. Em estádios antigos (em Juiz de Fora e Florianópolis), a média é de 7.415.

Sócio-torcedor explica sucesso

O segredo para o sucesso corintiano é o programa de sócios torcedores. O time tem, atualmente, as ações mais eficientes do país nessa área. O Coritiba é o time que mais coloca sócios no estádio, com média de 14.216 ingressos por jogo. O time, porém, ganha, apenas, R$ 10,00 a cada vez que esse torcedor compra ingresso. No Corinthians, esse valor sobe para R$ 25,27.

O projeto alvinegro se chama Fiel Torcedor e tem 103 mil pessoas cadastradas. Ativos, que pagam mensalidades e compram ingressos, são 65 mil. O resultado a cada partida é significativo: são 13.215 torcedores, gerando renda de R$ 334 mil. É um número superior à média total de público, por exemplo, do São Paulo, mesmo após os 55 mil da vitória sobre o Fluminense, no Morumbi, no último domingo.

Outro time que está tendo muito sucesso nessa área é o Grêmio, graças à recém-inaugurada Arena Grêmio. Com seu novo estádio, o time não só aumentou sua média de público (de 19 mil em 2012 para 22,4 mil atuais), como tem média de 13.675 pessoas ?' superior à corintiana ?' e renda de R$ 328 mil só com seus sócios (que hoje são cerca de 29 mil ativos).

'Por conta da Arena, tivemos uma arrecadação recorde de R$ 60 milhões dos sócios. É uma arrecadação que entra direto para o clube. Antes, o torcedor pagava R$ 90 (a cada partida), mas, com a Arena, ele paga R$ 300 por um lugar premium. O produto que oferecemos é muito melhor', explica Eduardo Antonini, ex-presidente da Grêmio Empreendimentos, que controla o estádio.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Carille teve problemas para testar elenco nesta quarta; Arana e Léo Santos se ausentaram

    Bruxa solta! Treino do Corinthians é marcado por ausências, sustos e dúvidas

    ver detalhes
  • Dono de cinco gols em 2017, Romero está convocado pela seleção paraguaia

    Noiva de Romero vaza convocação de paraguaios do Corinthians; veja documento

    ver detalhes
  • Emerson Santos assinou pré-contrato com o Palmeiras

    Emerson Santos custaria R$ 20 milhões ao Corinthians em cinco anos; entenda o valor

    ver detalhes
  • Jadson treinou de colete, como coringa, na terça-feira

    Corinthians pode deixar Jadson fora contra o Vitória; entenda

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes