Alessandro conta em biografia que sofreu golpe no início da carreira

Alessandro conta em biografia que sofreu golpe no início da carreira

Alessandro está no Corinthians desde 2008

Alessandro está no Corinthians desde 2008

Foto: Miguel Schincariol/LANCE!Press

A carreira de Alessandro, capitão do Corinthians nas duas conquistas mais importantes da história do clube, começou com um golpe. Enganado por um empresário, o lateral viajou com a família do interior do Paraná ao Rio de Janeiro na expectativa de poder disputar uma vaga no Flamengo, mas não encontrou nada do que esperava na Gávea.

Acompanhado do pai, de um tio e do então treinador, o então adolescente de 13 anos viajou em um Del Rey de Assis Chateubriand (PR) até o Rio de Janeiro, pedindo informações para saber onde ficava a Gávea. Na chegada, a surpresa derrubou o ânimo do grupo. O coordenador da base do clube rubro-negro disse não saber da existência de nenhum teste, que tinha sido oferecido dias antes por um empresário que se apresentou como olheiro em um torneio no Paraná.

A empreitada só não foi um desastre por conta da insistência da trupe. "Eles contaram a história toda, de como foi uma epopeia a viagem. Aí o coordenador falou: 'Deixa o menino aí que a gente arranja um teste para ele'. O pai, o tio e o treinador voltaram e ele ficou lá até conseguir uma chance", conta Aline Castro.

Jornalista, ela será a responsável por contar essas e outras histórias de Alessandro, que lançará sua biografia pela BB Editora. Inicialmente, o livro sairá no fim desse ano, mas os planos podem mudar de acordo com o futuro do lateral, que ainda não decidiu se vai, ou não, aposentar-se.

"Nem ele sabe, essa é a questão. Ele não adianta nada porque ele quer esperar a condição física dele. Ele fala: 'Se eu achar que consigo continuar eu continuo, senão eu paro'. É uma questão que eu ainda não consegui arrancar dele não. Até esperava, como escritora, ter essa resposta", explica Aline, que chegou a ser correspondente do Sportv em 2010 e hoje trabalha como consultora de comunicação de empresas e professora na FGV (Fundação Getúlio Vargas).

A aproximação entre a autora e o biografado é geográfica. Ambos nasceram em Assis Chateubriand, no interior do Paraná, e se conheceram em eventos sociais na cidade. No início desse ano, Alessandro foi procurado por uma editora, aceitou contar sua história e convidou Aline para escrevê-la.

O contrato foi fechado há poucos meses, e as últimas semanas serviram de apuração para a jornalista, que entrevistou diversas pessoas importantes na vida de Alessandro. Além de familiares, Aline Castro conversou com colegas de equipe como Danilo e Paulo André e com o técnico Tite, tentando traçar o perfil de liderança que ela pretende apresentar no livro.

"Essas pessoas ajudam a levantar um perfil comportamental do Alessandro. Para mostrar como é exercer a braçadeira em momentos decisivos e colocar algumas receitas. A forma como se passa segurança para os atletas é uma questão interessante no ambiente corporativo", disse Aline.

Fonte: Esporte Uol

Veja Mais:

  • Willians tinha contrato por empréstimo até o fim da temporada

    Willians se despede de companheiros e não joga mais pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Chapecoense está na Libertadores de 2017; Corinthians segue lutando por vaga

    Conmebol confirma título à Chape, e Libertadores-2017 terá ao menos oito brasileiros

    ver detalhes
  • Muricy atualmente trabalha como comentarista no SporTV

    Corinthians convidou Muricy Ramalho para ocupar cargo na base

    ver detalhes
  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes