Tite fala em priorizar, mas volta atrás; direção quer os dois títulos

Tite fala em priorizar, mas volta atrás; direção quer os dois títulos

Corinthians está na briga pelo título do Brasileiro e segue firme na Copa do Brasil

Corinthians está na briga pelo título do Brasileiro e segue firme na Copa do Brasil

Foto: Marcelo Pereira / Terra

Gustavo Franceschini Do UOL, em São Paulo

Logo após garantir vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, Tite já começou a se preocupar com uma eventual sequência de jogos. Primeiro, pediu uma definição entre o torneio de mata-mata ou o Brasileiro, depois disse que não daria a palavra final no caso, e no fim voltou atrás. Se não priorizar nenhum dos dois torneios, o técnico seguirá o desejo da direção.

'Agora a ideia que tenho é que tem de priorizar uma ou outra [competição]. As duas são difíceis', disse Tite, logo em sua segunda resposta na entrevista coletiva. 'Não sei, aí a palavra é com o doutor Mário [Gobbi, presidente do clube], Roberto [de Andrade, diretor de futebol], e Duílio [diretor-adjunto de futebol] para entender o que é melhor para o Corinthians. Estou abraçado com o Corinthians. Técnico tem hierarquia, tem de ver o que é mais importante para o clube', completou.

Tite, no entanto, foi além em sua avaliação, e chegou a deixar no ar a necessidade de reforços. 'Tem alguns jogadores que não têm condição de manter intensidade e qualidade técnica com a sequência de jogos. E não é problema físico, é de característica do atleta. Vai ter de ter um plantel maior. Daqui a pouco também é repor algumas peças de velocidade, algumas situações são importantes', disse ele, enigmático.

O problema é que reforços não estão nos planos da direção. A janela de transferências da Europa já fechou e a maior parte dos jogadores da Série A já ultrapassou o limite de sete jogos. Com isso, qualquer contratação viria de divisões inferiores. Na saída do Pacaembu, Edu Gaspar não descartou essa possibilidade, mas reforçou a confiança no atual plantel.

'Nós temos um acompanhamento, mas tem de ter calma, até para não fazer nenhuma loucura nesse momento. De repente faz uma contratação e não vai bem, também pode ser criticado por vocês da imprensa', disse o gerente de futebol do clube, que também relembrou que hoje Tite tem três jogadores lesionados (Guilherme Andrade, Guilherme e Renato Augusto).

Pouco antes, o próprio treinador já havia voltado atrás em seu pedido. Quando foi lembrado de que as quartas começarão a ser disputadas daqui a pelo menos um mês, Tite recuou. 'Falei abobrinha até agora. Dois meses a prioridade é só o Brasileiro, não tem nada que pensar em Copa do Brasil', disse ele.

Só que o assunto não é novo no clube. Há duas semanas, depois do jogo contra o Fluminense, Tite falou pela primeira vez em 'priorizar' alguma competição, discurso que não foi utilizado por ele em todo o primeiro semestre. Um dia depois, uma reunião com a direção mudou os planos do treinador, que voltou a falar em foco dividido. Edu Gaspar dá sinais de que esse é realmente o desejo dos cartolas.

'Ele falou, mas depois você viu que ele mesmo se explicou melhor', disse o gerente de futebol alvinegro.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Corinthians e Grêmio se enfrentam neste domingo, na Arena em Itaquera

    Saiba como assistir ao jogo entre Corinthians e Grêmio na televisão nesta quarta

    ver detalhes
  • Pablo usou suas redes sociais para soltar comunicado sobre seu desempenho no Corinthians

    Pablo desabafa em rede social sobre desempenho no Corinthians e afirma: 'Ninguém vai tirar meu foco'

    ver detalhes
  • Noite vai ser de Arena Corinthians lotada para confronto decisivo

    Fiel garante quase 10 mil ingressos em um dia; Corinthians atualiza parcial contra o Grêmio

    ver detalhes
  • Corinthians venceu Grêmio por 1 a 0 no primeiro turno, em Porto Alegre

    Final de campeonato? Corinthians e Grêmio se enfrentam pela liderança do Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes