Corinthians volta a vencer: vamos brigar pelo título

Corinthians volta a vencer: vamos brigar pelo título

Por Meu Timão

Dentinho comemora o primeiro gol pelo Corinthians

Dentinho comemora o primeiro gol pelo Corinthians

Sob os olhares de Ronaldo, ainda fora por conta de fratura na mão esquerda, o Corinthians, enfim, voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, com o craque na arquibancada do estádio do Pacaembu, o Timão voltou a jogar bem e venceu o Atlético-MG por 2 a 0, pela última rodada do primeiro turno. Feliz, a Fiel cantou novamente o já tradicional “o Coringão voltou”. 

O triunfo acaba com um jejum de cinco jogos da equipe do Parque São Jorge. Nos últimos duelos tinham sido três derrotas (Palmeiras, Náutico e Flamengo) e dois empates (Santo André e Avaí). Agora com 28 pontos, o Timão sobe da 11ª colocação para a oitava. Mas essa situação pode mudar depois dos dois jogos das 18h30m.

Para o Atlético-MG, que jogou com nove desfalques (seis titulares e três reservas), o tropeço na capital paulista faz a equipe de Belo Horizonte cair três posições e deixar o G-4. Saiu da vice-liderança para a quinta colocação, com 32. Só que o Galo tem um jogo a menos em relação aos rivais, porque ainda tem de encarar o Internacional.

Na próxima rodada, a primeira do segundo turno do Brasileirão, o Corinthians vai a Porto Alegre, onde enfrenta o Internacional, no Beira-Rio, quarta-feira, às 21h50m. É a primeira vez que o time paulista retorna ao estádio onde foi campeão da Copa do Brasil. Já o Atlético-MG joga na quinta-feira, contra o Avaí, às 21h, no Mineirão.

Aproveitando o fato de o Atlético-MG estar com um time cheio de desfalques, o Corinthians foi logo para cima do rival. No primeiro minuto teve chance em cobrança de falta de Chicão, que desviou na zaga e saiu pela linha de fundo. Aos 3 minutos, ótima chance para o Galo. O gol só não saiu porque Edu salvou em cima da linha.

Tchô deu bom lançamento para Éder Luís. O atacante, na cara do gol, foi interceptado pelo goleiro Felipe. No rebote, porém, Diego Tardelli chutou rasteiro. Foi então que o volante corintiano apareceu para tirar o perigo. Um vacilo do Timão aos 8 permitiu ainda ao Galo assustar. Jucilei perdeu a bola e Éder Luís bateu de fora da área.

Aos poucos, porém, o Corinthians retomou o domínio do jogo. Prova disso foi a boa jogada criada aos 9 minutos. Dentinho avançou pelo meio e tocou para Boquita na direita. Ele cruzou na cabeça de Henrique, que desviou por cima do gol. Aos 21 minutos, uma baixa no clube paulista. Edu, machucado, deu lugar a Moradei.

Um minuto depois, o Timão aproveitou a apatia do time mineiro e até chegou a marcar, mas o gol não valeu. Dentinho chutou cruzado, Bruno espalmou e Henrique, fazendo falta no goleiro, desviou de cabeça. Aos 24, Dentinho mais uma vez apareceu bem na área, mas tocou fraco na saída de Bruno, perdendo ótima chance.

De tanto insistir, o jovem corintiano enfim marcou aos 25 minutos. Dentinho recebeu a bola na esquerda, ajeito e chutou colocado. O desvio em Werley enganou Bruno (veja no vídeo acima). Mais tarde, aos 34, Bruno, machucado, daria lugar a Edson. Em vantagem no placar, o Timão apenas administrou a posse de bola e Felipe pouco trabalhou.

Somente o Atlético-MG voltou com mudança para a etapa final. Celso Roth sacou Tchô e colocou o zagueiro Marcos. A alteração chamou o Corinthians para o campo de ataque, e a pressão foi grande em cima do Galo. Logo no primeiro minuto, Boquita deu ótimo passe para Moradei. Mas o volante, na cara do gol, chutou para fora.

No minuto seguinte, a postura ofensiva imposta pelo Timão no começo do segundo tempo se mostrou eficiente. Após falha de Thiago Cardoso, Boquita recebeu passe na direita da grande área e acertou, com categoria, o ângulo direito do goleiro Edson: 2 a 0. Dois minutos depois, Elias ainda teve chance de ampliar, mas mandou para fora.

Mal em campo e com desvantagem de dois gols, o Galo viu sua situação ficar ainda pior aos 12 minutos. Renan levou cartão vermelho depois de fazer falta por trás em Elias (veja no vídeo acima). O corintiano avançava no contra-ataque. O Timão, então, continuou a pressão. Aos 17, após cruzamento de Jorge Henrique, Henrique cabeceou para defesa de Edson.

 A boa atuação do Corinthians, especialmente no começo do segundo tempo, fez o torcedor ficar empolgado. Afinal, desde a saída de peças como André Santos, Cristian e Douglas, vendidos, e Ronaldo, machucado, o Timão não jogava tão bem. Pior para o Galo, que, desfalcado, se complicou na partida e teve queda na tabela do Nacional.

Com o jogo totalmente dominado, o Timão passou a controlar mais a posse de bola e diminuiu o ímpeto ofensivo. Principalmente porque o Atlético-MG pouco fez para levar perigo ao gol de Felipe, que quase não trabalhou neste segundo tempo. Voltou a atacar forte apenas nos minutos finais da partida.

Fonte: GloboEsporte

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes