Paulinho diz que o Corinthians já aprendeu a jogar sem ele

Paulinho diz que o Corinthians já aprendeu a jogar sem ele

Paulinho se despediu do Corinthians em julho

Paulinho se despediu do Corinthians em julho

BOSTON - Os três meses que se passaram desde que Paulinho se despediu do Corinthians foram suficientes para que o time aprendesse a jogar sem o volante. A afirmação, que pode ser contestada pelos corintianos, foi feita pelo próprio jogador. "O Corinthians já aprendeu a jogar sem mim", conforma-se o atleta do Tottenham, da Inglaterra. Atento à campanha do time no Brasileiro, que não repete a regularidade das temporadas anteriores, Paulinho afirma que os altos e baixos devem ser vistos com naturalidade. "O Corinthians está oscilando porque o campeonato é muito difícil, mas não acho que seja pela minha falta. O time já superou".

O diagnóstico de Paulinho foi feito em uma entrevista exclusiva ao Estado em Boston, onde o jogador participou da vitória da seleção brasileira sobre Portugal por 3 a 1. Antes da partida, ao lado de Oscar e Lucas, Paulinho foi destaque de um evento promocional da Gillette, patrocinadora da seleção. Os três fizeram a barba em público, simulando a preparação para uma partida, e interagiram com os clientes da empresa.

Paulinho se despediu do Corinthians no dia 1.º de julho. De lá para cá, o time jogou 15 vezes, com seis vitórias e três derrotas. Após a queda para o Botafogo, no Maracanã, membros da comissão técnica deixaram a disputa pelo título e já se contentam com uma vaga na Libertadores. Tite ainda não conseguiu encontrar um substituto para Paulinho. Tentou Guilherme e Renato Augusto, mas os dois foram atrapalhados por contusões. Ibson ainda não convenceu. "O esquema continua o mesmo e os jogadores que entraram estão fazendo bem as funções", garante, em tom político, o jogador de 25 anos.

Eleito o terceiro melhor jogador da Copa das Confederações, Paulinho foi figura central nos títulos da Libertadores e do Mundial de 2012 e se tornou um dos maiores ídolos do time nos últimos anos. Grande parte da eficiência tática do Corinthians estava apoiada na figura do elemento surpresa que joga no meio e chega ao ataque. Mas isso não foi inventado por Paulinho. Ele apenas aperfeiçoou o modelo. Ao longo de três anos, entre 2008 e 2010, Elias, hoje no Flamengo, fazia a mesma coisa. Nesse período, foram conquistados os títulos da Série B de 2008, do Paulistão e da Copa do Brasil, ambos em 2009. Elias passou o bastão para Paulinho, mas até agora não apareceu um sucessor para recebê-lo.

Fonte: Estadão

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel é aposta de Carille para surpreender Chapecoense

    Contra Chape, Corinthians joga para evitar oscilação e aumentar vantagem na liderança

    ver detalhes
  • Clayton disputou 14 jogos, marcando dois gols

    Corinthians e Atlético-MG finalizam últimos detalhes para devolução de Clayton

    ver detalhes
  • Quem deve ganhar chance no Timão em 2018?

    Em enquete, Fiel opina sobre quais emprestados devem ganhar chances no Corinthians em 2018

    ver detalhes
  • Romero, Jô, Rodriguinho e Fagner, personagens do PES 2018

    Presença do Corinthians na demo de PES 2018 é anunciada pela Konami; veja novo trailer do game

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes