Andrés diz ter recebido Dualib na Arena Corinthians por 'questão de respeito'

Andrés diz ter recebido Dualib na Arena Corinthians por 'questão de respeito'

Afastado do Corinthians desde que saiu da presidência, em 2007, Alberto Dualib foi conhecer a Arena Corinthians no último domingo. Responsável pelas obras, Andrés Sanchez nega ter feito o convite, mas diz que recebeu o cartola "por questão de respeito".

"É uma questão de respeito para alguém que nunca deixou de ser corintiano. Tenho a obrigação de receber todas as pessoas que vão lá e tinha a obrigação de receber o Dualib", disse Andrés, por meio de sua assessoria de imprensa.

Os dois estavam acompanhados de André Luiz de Oliveira, braço direito de Andrés no clube, que publicou até uma foto do encontro em sua conta no Facebook. Em entrevista ao UOL Esporte, ele deu uma versão diferente da história. "Foi convite meu e do Andrés", disse o conselheiro, citando um documentário que estaria produzindo sobre o clube.

"Você conhece a história do seu Dualib? Então está explicado. Tem um vídeo gravado. A gente já tinha a ideia, desde que estava na diretoria, de fazer um documentário para deixar nos arquivos do clube. Resolvemos pegar todo o conhecimento do seu Alberto. O homem tem 93 anos", disse André Luiz, que não viu contradição por conta da saída tumultuada do ex-presidente.

Em 2007, quando Dualib deixou o comando do Corinthians, o movimento Renovação e Transparência, do qual Andrés Sanchez era o grande líder, ganhou espaço no clube. Na esteira da campanha "Fora Dualib", ele foi eleito presidente e se distanciou da administração anterior, da qual havia sido diretor. André Luiz, seu parceiro em todo esse processo, hoje fala em um tom distinto sobre aquele período.

"Não tenho mágoa do seu Alberto. Infelizmente ele teve aqueles problemas. Não tem Fora Dualib. Nossa intenção [em 2007] era pedir mudança. A gente foi mostrar para ele [no estádio] o que aconteceu, ou você acha que ele não merece ver?", disse André Luiz, que também evitou atrelar a queda para a segunda divisão ao nome do ex-presidente.

"Se o Dualib foi responsável todo mundo foi. Porque todo mundo foi diretor do Dualib. Todo mundo tem culpa. Caiu porque o time era ruim, foi feito cag..", completou.

Dualib, aparentemente, gostou do que viu. "Fui convidado. É uma obra majestosa, digna da história do Corinthians. É um estádio moderníssimo. É equiparado aos maiores estádios do mundo, ou até melhor", disse o cartola.

Presidente do Corinthians de 1993 a 2007, Alberto Dualib hoje responde a dois processos por conta de seu período à frente do clube. Em um deles, foi condenado em segunda instância por ter desviado R$ 1,4 milhão dos cofres do clube em um esquema de notas frias. No outro, é acusado de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro com outros artífices da parceria com a MSI, como o iraniano Kia Joorabchian.

Fonte: uol

Veja Mais:

  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Após 1 a 1 na Arena, Timão volta a campo contra São Paulo na tarde deste domingo

    Rival tropeça, e Corinthians pode diminuir distância para primeira colocação geral

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Em rede social, Kazim responde Gabriel: 'Pra cima dos bambis'

    Em rede social, Kazim provoca São Paulo antes de clássico: 'Pra cima dos bambis'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes