Alexandre Pato detona departamento médico do Milan: "não era eu o culpado"

Alexandre Pato detona departamento médico do Milan: "não era eu o culpado"

O atacante Alexandre Pato, do Corinthians, criticou o departamento médico do Milan. Em participação no programa Bem, Amigos, do SporTV, o jogador disse que sua chegada ao Corinthians provou que os problemas físicos que tinha na Itália não era sua culpa.

"Eu acho que o que aconteceu comigo no Milan, não tem nada a ver comigo, eu acho. O pessoal que está lá está machucando bastante ainda. Eu estou pagando e paguei um preço que não era eu o culpado", disse Pato.

"Passei um ano, um ano e meio, jogava um jogo, machucava, ficava um mês parado, voltava e machucava de novo. Todos estão vendo o resultado daquilo que acontece lá. Muitos estão se machucando", completou.

O jogador ainda falou que o tratamento que recebia na Itália era diferente do que seu acompanhamento no Brasil. Segundo o atleta, a carga era maior no futebol italiano.

"Tratamento lá é diferente do daqui. Lá você faz muita força. Você fica parado um tempo e naquele período que você fica parado, você não faz nada. Faz piscina, faz o tratamento de fisioterapia e fica 20 dias parado. Aí, você faz um trabalho em uma semana o que deveria ter feito em 20 dias", finalizou o atleta.

Alexandre Pato ainda comentou sobre a possibilidade de deixar o Corinthians. Segundo o atleta, ele recebeu propostas no meio do ano, mas quer permanecer na equipe para buscar uma vaga na Libertadores.

"Recebi propostas para ir embora, ligaram para o Corinthians, mandaram fax para o Corinthians, querendo que eu fosse embora agora, neste mercado, mas sentei com o pessoal, falei com meu empresário, falei que queria ficar, que eu queria junto com o Corinthians buscar essa vaga para a Libertadores", finalizou.

Fonte: Uol

Veja Mais:

  • Guilherme Siqueira foi contratado pelo Atlético de Madrid em 2014

    Ex-Atlético de Madrid, lateral ítalo-brasileiro é sondado pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • O diário da invasão -  Cinco anos de um feito histórico

    [Rafael Castilho] O diário da invasão - Cinco anos de um feito histórico

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes