Após agredir PM, corintiano é exonerado da Guarda Municipal de Campinas

Após agredir PM, corintiano é exonerado da Guarda Municipal de Campinas

Flagra da agressão de Faustino

Flagra da agressão de Faustino

' O torcedor do Corinthians Raimundo Cesar Faustino, conhecido como Capá, foi exonerado, nesta quinta-feira, pela Prefeitura de Campinas do cargo Guarda Municipal (GM). O integrante da Gaviões da Fiel teve a demissão determinada pelo prefeito Jonas Donizete (PSB), após ser flagrado em uma briga entre corintianos e vascaínos, no último dia dia 25 de agosto, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.


Na imagem, Capá foi flagrado desferindo um chute em um dos policiais militares, que tentavam conter a briga entre as duas principais organizadas de Timão e Vasco, Gaviões e Força Jovem. Sem camisa e cheio de tatuagens, o torcedor nem de longe lembrava o perfil de um GM.

A demissão de Faustino já foi publicada no Diário Oficial do Município, após uma sindicância realizada pela Corregedoria da GM. Foram apurados todos os atos de indisciplina do funcionário público. Ele acumulava 15 processos administrativos, além de desobediências ao comando e faltas.

Uma das faltas foi justamente no dia em que estava na confusão, em Brasília. Na oportunidade, Faustino estava escalado para trabalhar na corporação, masn apresentou um atestado médico para justificar a ausência.

Além de Guarda Municipal, Faustino também era vereador pelo PT no município de Francisco Morato, na Grande São Paulo. Pelo menos por enquanto, a participação na briga de Brasília não alterou suas atividades como político.

Pela GM, o torcedor corintiano recebia uma salário de R$ 3 mil mensais. Enquanto isso, seus vencimentos na câmara de Francisco Morato são de R$ 6,2 mil. Além da demissão, ele está impedido de frequentar os estádios paulistas por 90 dias.

Enquanto isso, o Corinthians foi punido com a perda de quatro mandos de campo, sendo que terá de cumpri-las jogando em um local distante superior a 100 quilômetros de São Paulo. O clube também foi multado em R$ 80 mil e a Gaviões pode ser extinta pelo Ministério Público.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes