Corinthians sinaliza que Mano só deve ameaçar Tite no fim do ano

Corinthians sinaliza que Mano só deve ameaçar Tite no fim do ano

Corinthians sinaliza que Mano só deve ameaçar Tite no fim do ano

Corinthians sinaliza que Mano só deve ameaçar Tite no fim do ano

Gustavo Franceschini*
Do UOL, em São Paulo

A presença de Mano Menezes no mercado, a princípio, não deve alterar a rotina de Tite no Corinthians, ao menos até o fim do ano. Com o atual treinador pressionado pela má fase, o clube sinaliza, em público e nos bastidores, que o ex-comandante da seleção brasileira só passaria a ser uma opção após o Campeonato Brasileiro.

A ideia da manutenção de Tite parte principalmente de Mário Gobbi, e foi repetida à exaustão nos últimos dias por todos os dirigentes do departamento de futebol. O presidente do Corinthians já disse a interlocutores que pretende ficar com o atual treinador ao menos até o fim de seu contrato, embora também esteja preocupado com a situação do time.

Uma demissão exporia demais o técnico que levou o Corinthians às suas maiores glórias em 2012, e que segue respeitado pela torcida. Exige-se, no entanto, que o time consiga se recuperar da má fase.

Sem vencer há cinco rodadas, o Corinthians é o sétimo colocado do Campeonato Brasileiro e está cada vez mais distante da briga por uma vaga na Libertadores, vista internamente como 'obrigação'. A situação é tão ruim que cogitou-se a ideia de que Tite poderia pedir demissão.

Quem conhece o treinador, no entanto, aposta no contrário. Tite defende seus jogadores em público com unhas e dentes e, apesar das dificuldades, segue apostando em uma virada dentro do vestiário. Além disso, pesa para ele a relação com o Corinthians. Tite não gosta da ideia de 'abandonar o barco' antes do fim do ano, até por assumir sua parcela de culpa no atual momento.

O cenário mais provável, portanto, é o de permanência de Tite até dezembro. O técnico deve voltar a conversar com a direção sobre renovação entre outubro e novembro. Seria o segundo contato mais concreto. No primeiro, os dois lados preferiram não bater o martelo sobre 2014.

Quando as negociações voltarem à tona, Mano pode enfim virar uma ameaça. Cartolas influentes no Parque São Jorge entendem que falta 'comando' ao elenco, e os dirigentes ressaltam alguns problemas do planejamento que partiram do próprio Tite, como a contratação do volante Ibson.

O próprio treinador não querer permanecer. No Corinthians desde outubro de 2010, Tite já disse antes que o ciclo de um técnico no Brasil é de três anos, embora tenha pensado em quebrar essa escrita em algum momento desta temporada. Com o time respondendo mal aos seus comandos e parte da diretoria o colocando em xeque, ele pode repensar a decisão de renovar.

 O que pode mudar essa projeção antes disso é o próprio time. Por enquanto, o Corinthians só lamenta a distância para o G-4, hoje de oito pontos. Mais derrotas no Brasileiro, porém, colocariam a equipe às voltas até com a ameaça de rebaixamento. A crise mais profunda poderia, então, convencer a diretoria do clube a trocar o comando técnico.

Mesmo assim, há quem duvide de Mano como opção. O ex-técnico do Flamengo deixou o clube carioca de forma misteriosa e intempestiva, tendo de pagar uma multa milionária por rescindir o contrato. Dono de uma passagem vitoriosa pela Corinthians, ele tem boa relação com o presidente Mário Gobbi, com quem chegou a almoçar antes de fechar com o clube carioca.

Mano, porém, é conhecido por planejar minuciosamente sua carreira. Depois de ser demitido da seleção brasileira, por exemplo, demorou quase sete meses até decidir fechar com o Flamengo. Assumir mais uma equipe em má situação, quase no fim do Brasileiro, portanto, pode não ser a melhor das opções para o treinador.

*Colaborou Vanderlei Lima

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Jogadores do Corinthians durante chegada ao avião no Aeroporto de Guarulhos

    Corinthians embarca rumo a Buenos Aires com direito a 'estratégia à la Ronaldo Fenômeno'

    ver detalhes
  • Romero não marca há exatos 100 dias pelo Corinthians

    Idolatrado pela Fiel na Arena Corinthians, Romero completa exatos 100 dias sem gol

    ver detalhes
  • Jô marcou o único gol da vitória do Timão sobre o Vasco

    Falar a verdade ou assegurar vitória do Corinthians? Fiel vota no que faria se bola pegasse no braço

    ver detalhes
  • Antes de bater Vasco, Timão não vencia há dois jogos pelo Brasileirão

    Vantagem do Corinthians na liderança do Brasileirão volta a ser de dez pontos; confira a tabela

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes