Corinthians dá sua própria cara a Arena apesar do padrão Fifa

Corinthians dá sua própria cara a Arena apesar do padrão Fifa

A 257 dias do pontapé inicial da Copa 2014, a Arena Corinthians já se encaminha para o estágio final das obras. A materialização do sonho do torcedor do Corinthians, na zona leste de São Paulo, promete conforto, modernidade e ainda particularidades que o diferenciam dos demais estádios no tão falado padrão Fifa. Para o gerente administrativo comercial da Odebrecht, Ricardo Corregio, o amante do futebol terá sensações que não está acostumado a encontrar em outras arenas pelo Brasil.

Para o Mundial, 12 estádios serão utilizados, claro, cada um com a sua característica. Mas o formato retangular da Arena, com capacidade para 68 mil pessoas durante a Copa 2014, deve encantar o torcedor que pode ficar até nove metros das linhas laterais. Além disso, outras apostas de Corregio são as áreas de conveniência do estádio, que podem ser usadas mesmo quando não tiver jogo de futebol.

— Mesmo esse estádio sendo um padrão Fifa, acredito que por ser retangular o torcedor tem diferentes aspectos. Além disso, temos banheiros com padrão excelente para o público em geral inclusive. Todo o estádio terá cadeiras com grande conforto. Sem falar no gramado, que é uma tecnologia de ponta no mundo. Não vai ser só um campo de futebol, vai ser um evento muito maior que um jogo. A pessoa vai vir aqui e comprar um artigo do Corinthians na loja do clube, pode ter acesso ao restaurante panorâmico. São facilidades que a gente não está acostumado a ver por aqui.

O ponto que promete ser o grande diferencial do estádio é o imenso painel de LED que reveste a fachada leste. O painel deve mostrar vídeo de torcedores e jogo de luzes em 170 metros de largura por 20 metros de altura, com aproximadamente 200 mil lâmpadas.

Com uma infinidade de mármore desde os vestiários, mesmo os próprios trabalhadores da obra se impressionam com a riqueza de detalhes, sempre em preto e branco – o verde, cor do arquirrival Palmeiras, é reservado apenas para o gramado. Com mais de 90% das obras concluídas, as visitas são restritas, mas é possível observar olhos lacrimejados de torcedores que simplesmente circulam o estádio. Segundo Corregio, a obra chegou a receber três mil pessoas em um sábado.

— A gente vê aqui pessoas de todo o lugar do País e de todos os clubes se realizando. Eles sabem da importância do estádio não só para a torcida corintiana, mas para o País principalmente. Poucos estádios no mundo têm a honra de sediar uma partida de Copa do Mundo. É um sonho corintiano que a gente vê refletido até nas visitações. Aqui é como se fosse uma Meca, um centro de peregrinação para os torcedores.

Os números do estádio realmente impressionam o visitante. São 189 mil m² quadrados de área construída (o Maracanã, por exemplo, tem 210 mil m²), 31,5 mil m² de cobertura metálica, estacionamento para quase 3 mil carros, 89 camarotes, 59 lojas de concessão, 15 elevadores, dez escadas rolantes, quatro bares e um restaurante.

Segundo a construtora, o estádio deve ser entregue até o final de 2013. O conhecido período de chuvas, no entanto, pode adiar para o começo do próximo ano a entrega da casa corintiana. A pontapé inicial da Copa do Mundo acontece em 12 de junho. A grande final será disputada em 13 de julho, no Maracanã, no Rio.

Fonte: Esportes R7

Veja Mais:

  • Índio deu a vitória ao Corinthians/UNIP

    Com gol no fim, Corinthians vira para cima do Sorocaba e se aproxima do título nacional

    ver detalhes
  • Oswaldo comandou atividades desta segunda-feira

    Oswaldo esboça Corinthians para duelo com Cruzeiro; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Oya é um dos destaques do Timão na disputa no Sul do Brasil

    Timão joga bem, mas não impede segunda derrota na Copa Internacional Sub-20

    ver detalhes
  • Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes