Após goleada, Corinthians faz reunião e volta a garantir que Tite fica

Após goleada, Corinthians faz reunião e volta a garantir que Tite fica

Após goleada, Corinthians faz reunião e volta a garantir que Tite fica

Após goleada, Corinthians faz reunião e volta a garantir que Tite fica

Após perder por 4 a 0 para a Portuguesa, na tarde deste domingo, em Campo Grande (MS), a diretoria do Corinthians passou um recado sobre o momento atual da equipe, que não vence há oito jogos e agora está mais próximo do rebaixamento do que do G-4. A culpa pelo momento ruim do time é dos jogadores e não do treinador. Assim que terminou o jogo houve uma reunião entre atletas, comissão técnica e diretoria, segundo revelou o gerente de futebol Edu Gaspar. Por isso houve uma demora de 40 minutos para as entrevistas coletivas que acontecem depois dos jogos.


A posição da diretoria foi clara, segundo Edu Gaspar: Tite continua no cargo mesmo após a goleada. 'Houve uma papo com os jogadores eu não vou negar isso, mas o Tite não colocou o cargo à disposição, e eu vim aqui para avisar que palavra do presidente Mário Gobbi continua a mesma quanto à permanência pela confiança que temos no trabalho, e para evitar qualquer tipo de especulação', disse Edu à Rádio Globo.

Depois dessa reunião, realizada ainda no Estádio Morenão, Tite foi preservado da entrevista coletiva, em decisão que visou 'blindar' o treinador neste momento de intensa pressão e cobrança por resultados.

?'nibus cercado
A saída de Campo Grande já foi tensa depois do resultado. O ônibus da delegação foi cercado por torcedores, que xingaram alguns jogadores, entre eles Emerson e Romarinho. O time precisou de um aparato policial para deixar o estádio.

O time permaneceu em Campo Grande após o jogo e deve desembarcar nesta segunda-feira em São Paulo no aeroporto de Guarulhos. Quarta-feira, o time recebe o Bahia, mas o jogo será disputado em Mogi Mirim, pois o time cumprirá punição por perda de mandos de campo no Brasileirão.

A goleada de 4 a 0 veio em um momento inoportuno para Tite, que neste domingo se tornou o segundo técnico que mais dirigiu o Corinthians, com 257 partidas, uma a mais que Rato. Tite agora fica atrás apenas de Oswaldo Brandão (439 jogos).

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Zé Rafael, de 24 anos, tem contrato com o Bahia até 2020

    Corinthians reforça interesse em Zé Rafael, mas tem de esperar até 9 de dezembro; entenda

    ver detalhes
  • Romero não jogará contra o Atlético-MG, mas estará na Arena Corinthians

    Mesmo suspenso, Romero tem duas metas para jogo da festa contra o Atlético-MG no domingo

    ver detalhes
  • Carille quer contar com seu reserva imediato em 2018

    Permanência de Walter é desejo de Carille, mas técnico já tem plano B em caso de saída

    ver detalhes
  • Na Série B do Brasileirão pelo Internacional, Leandro Damião entrou na mira do Timão

    Corinthians inicia sondagem sobre centroavante do Internacional

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes