Edu Gaspar pede para Corinthians 'abraçar' Tite em momento ruim

Edu Gaspar pede para Corinthians 'abraçar' Tite em momento ruim

Tite passa por mal momento no Corinthians

Tite passa por mal momento no Corinthians

Foto: Gazeta Press

O Corinthians nunca viveu um período tão ruim desde que Tite assumiu o comando do time, no segundo semestre de 2010. Em vez de demitir o técnico, porém, a diretoria da equipe alvinegra resolveu adotar uma linha contrária e apelar a um discurso com perfil de autoajuda. Depois da derrota por 4 a 0 para a Portuguesa, neste domingo, em Campo Grande (MS), o gerente de futebol Edu Gaspar pediu para o clube 'abraçar' o treinador.

'Em muitos momentos eu vi atletas que não estavam em seus melhores momentos, mas o Tite puxou e deu um incentivo. Se ele fez assim, por que os atletas não podem puxar o Tite quando ele não está no melhor momento?', questionou Edu Gaspar.

O gerente relatou que Tite conversou com os jogadores no vestiário, depois da derrota para a Portuguesa. Edu Gaspar também falou, e o resultado dessas intervenções isoladas foi uma reação do grupo.

'Não chegou a ser uma reunião, mas conversamos e mostramos o sentimento de todos. Isso é importante. Foi um papo de pessoas que querem mudar e que estão sentindo na pele o que está acontecendo', disse o gerente de futebol do Corinthians.

O time do Parque São Jorge não vence um jogo sequer desde o dia 1º de setembro, quando bateu o Flamengo por 1 a 0. Desde então, o Corinthians amealhou cinco reveses e três empates em oito partidas.

'Nós conversamos, e aí partiu dos jogadores a ideia de virem aqui para falar com vocês [jornalistas]. Não foi imposição de ninguém. Se agora vocês falam que o astral do Tite não é dos melhores, que ele está cansado, é momento de nós o resgatarmos. Precisamos dele. Não é possível que um treinador que está entre os melhores do mundo seja posto em dúvida. Vamos nos abraçar e melhorar', discursou Edu.

O atual jejum de vitórias do Corinthians é o maior do período de Tite no clube. Para piorar a situação, a equipe marcou apenas um gol nos últimos oito jogos ?' Alexandre Pato balançou as redes no revés por 2 a 1 para o Goiás.

A situação criou pressão sobre Tite, sobretudo porque o vestiário do Corinthians ficou fechado por mais de 40 minutos após a derrota por 4 a 0 para a Portuguesa. No entanto, Edu assegurou que a demissão do treinador não chegou sequer a ser cogitada: 'Não adianta procurar culpados. Pela qualidade que nós temos, pelo nível de profissionais, não é isso que queremos agora'.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Torcida do Corinthians na capital paulista é do tamanho das três rivais juntas

    Nova pesquisa aponta tamanho da Fiel igual à soma das três torcidas rivais

    ver detalhes
  • Corinthians enfrenta o Brusque nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil

    Corinthians inicia semana com decisão pela Copa do Brasil e outro clássico na Arena

    ver detalhes
  • Jadson deve fazer sua reestreia contra o Brusque, em Santa Catarina

    Reestreia de Jadson em Santa Catarina deve ser confirmada nesta segunda-feira

    ver detalhes
  • Cássio falou do bom momento do Corinthians neste início do ano

    Goleiro do Corinthians destaca dedicação, comprometimento e respeito ao comando

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes