Por conta de 'torcedores', Corinthians pode ficar sem jogar no Pacaembu até o fim do ano

Por conta de 'torcedores', Corinthians pode ficar sem jogar no Pacaembu até o fim do ano

Por Meu Timão

'Torcedores' tem feito uma cagada atrás da outra

'Torcedores' tem feito uma cagada atrás da outra

O Corinthians corre risco de ser punido com até dez perdas de mando pelo STJD pela garrafada que o auxiliar Bruno Salgado Rizzo levou no jogo de domingo contra a Portuguesa, em Campo Grande (MS).

O Timão tem mais sete jogos como mandante no Brasileiro, mas em quatro deles já houve a perda do mando por causa de briga da torcida em Brasília, contra o Vasco. Por conta disso, amanhão o Corinthians jogará contra o Bahia em Mogi Mirim (a 150 km da capital paulista), cumprindo o primeiro jogo de suspensão.

O lance da garrafada foi relatado na súmula pelo árbitro e até a Portuguesa também pode ser julgada por ser o mandante da partida. O artigo 213 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), prevê punição em caso de não reprimir arremesso de objetos ao campo e o julgamento deve ocorrer semana que vem.

Além do Brasileirão, o Corinthians também disputa a Copa do Brasil, mas também foi punido por 2 jogos por conta de sinalizadores que torcedores levaram ao jogo contra o Luverdense, em 21 de agosto.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    ver detalhes
  • Furlan apita sexta partida do Corinthians na carreira

    Após polêmica no Dérbi, FPF define trio de arbitragem para próximo jogo do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assegurou que o espaço (acima do número) está livre para ser negociado

    Patrocinador não cumpre acordo e Corinthians já negocia espaço do uniforme

    ver detalhes
  • Jadson deve reestrear pelo Corinthians apenas na próxima quarta-feira

    Corinthians divulga lista de relacionados para pegar Mirassol sem nenhum meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes