Aliado de Andrés Sanchez esbanja confiança para eleição no Corinthians

Aliado de Andrés Sanchez esbanja confiança para eleição no Corinthians

Aliado de Andrés Sanchez esbanja confiança para eleição no Corinthians

Aliado de Andrés Sanchez esbanja confiança para eleição no Corinthians

Por Gustavo Franceschini
Do UOL, em São Paulo


 André Luiz de Oliveira faz questão de ressaltar que ainda não é candidato a nada no Corinthians, mas esbanja confiança sobre a eleição do início de 2015, que definirá o sucessor de Mário Gobbi na presidência. Em entrevista ao UOL Esporte, o ex-diretor-administrativo do clube fez uma previsão animadora sobre si mesmo para o pleito.

'Eu ainda não sou candidato a nada, mas se o Andrés prometer não participar de nada na eleição, eu dou três votos de lambuja para qualquer candidato', disse ele.

André Luiz é aliado de primeira hora de Andrés Sanchez. Influente no clube, ele nunca escondeu sua vontade de tornar-se presidente do Corinthians no futuro. O ex-presidente, porém, hoje acena para um caminho bastante diferente.

Na semana passada, Andrés Sanchez disse que seu pré-candidato no clube é Roberto de Andrade, hoje diretor de futebol. O martelo sobre o nome preferido da situação deve ser batido ainda neste ano, e a escolha deve desagradar André Luiz.

Há meses, ele vem promovendo na internet uma espécie de campanha informal. O slogan 'ALO Presidente', uma brincadeira com as letras iniciais de seu nome, virou uma camiseta que é replicada em diversos posts de seu Facebook.

Dentro do Parque São Jorge, a autopromoção não é tratada com seriedade. Mesmo Andrés Sanchez, principal aliado de André, relativiza a situação. 'Ele não está em campanha. Vocês parecem que não conhecem o André, meu', disse ele, ao UOL Esporte.

Nas últimas semanas, o ex-presidente teve dores de cabeça por conta do parceiro. Foi André Luiz de Oliveira quem acertou os detalhes da visita de Alberto Dualib à Arena Corinthians, que geraram uma série de críticas por conta do passado conturbado do ex-presidente, afastado do clube por denúncias de má gestão e corrupção desde 2007.

André Luiz deu publicidade ao encontro por meio de seu Facebook, e usou a mesma ferramenta para defender Dualib de forma inusitada, o comparando a ditadores como Hitler e Mussolini.  Andrés, quando questionado sobre o assunto, também argumentou que o cartola de 93 anos não pode ser punido para sempre, mas preferia que o tema não tivesse ganhado tanta visibilidade.

Hoje, é quase impossível André Luiz receber o apoio da situação para sair candidato no ano que vem. Embora apresente algumas divisões internas, o grupo deve seguir a indicação de Andrés Sanchez em Roberto de Andrade. Neste cenário, caberia a André apoiar o atual diretor de futebol ou arriscar uma candidatura independente.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Com a 9 corinthiana, Luizão foi artilheiro da Libertadores de 2000, com 15 gols

    Ao Meu Timão, Luizão fala da busca do Corinthians por centroavante: 'Se cavar, acha na Argentina'

    ver detalhes
  • Camacho (à dir.) ganhou oportunidade entre os titulares no treino desta sexta

    Carille esboça time titular com uma troca; chance de mudança no esquema existe

    ver detalhes
  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes