Timão encara Atlético-PR na "boate" de Mogi

Timão encara Atlético-PR na "boate" de Mogi

Neste ano, o estádio do Mogi Mirim foi palco de uma das semis do Paulistão

Neste ano, o estádio do Mogi Mirim foi palco de uma das semis do Paulistão

Foto: Alan Morici/Diário SP

POR: Alex Sabino / Mogi Mirim

'De onde vocês são? Não vieram tirar foto do gramado, né?' O campo do Estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira, do Mogi Mirim, onde o Corinthians pega nesta quarta, às 21h50, o Atlético-PR, pelo Campeonato Brasileiro, virou quase segredo de Estado.

Na tarde de terça, antes do último treino do Timão para o duelo com o Furacão, a imprensa foi proibida de entrar para fotografar o local à luz do dia. As críticas feitas por jogadores e dirigentes alvinegros à situação do gramado pegaram mal. Irritaram o presidente Wilson Bonetti, que se declarou indisponível para dar entrevistas. 

Embora a assessoria tenha dito que o mandatário não estava na cidade, quem abriu a porta do estádio para o DIÁRIO foi um desavisado muito parecido com o cartola do Mogi Mirim. Quase um irmão gêmeo.

Por causa de brigas de torcedores em Brasília, o Corinthians perdeu quatro mandos. Nesta quarta, vai cumprir o segundo jogo da pena. Para os próximos, a diretoria quer encontrar uma nova casa. Tem propostas de Presidente Prudente e Araraquara.

O campo é a principal, mas não única bronca de quem alugou a casa do Mogi. A iluminação é deficiente. Os refletores estão em apenas um dos lados da arquibancada. Funcionários do clube do interior reclamam de que gente do Timão vistoriou tudo antes de decidir jogar na cidade. Gramado, arquibancadas, vestiários... Tudo.

Melhorias/ Com o dinheiro do aluguel do estádio, o Mogi fez melhorias. Realizou a manutenção de uma das torres de iluminação. Reformou os vestiários. Há esperança de que as últimas partidas da suspensão se realizem no local. Mas dificilmente isso vai acontecer.

Um dos motivos para a escolha de Mogi foi a proximidade de São Paulo. A cidade está a cerca de 170 quilômetros da capital. Acreditava-se que poderia mobilizar grande quantidade de torcedores. Mas, na vitória sobre o Bahia, o Corinthians teve a pior presença de público em 2013. Foram apenas 9.917 pagantes. A média da equipe no Brasileiro é de 27 mil pessoas.

A relação atual do Timão com o Mogi é um casamento de conveniência. Os cartolas do Alvinegro estão descontentes, mas vão cumprir o combinado. Já Bonetti ficou profundamente irritado com as queixas, especialmente quanto ao gramado. 'Não está perfeito. Mas não é tão ruim assim. Eles já jogaram em lugares piores', queixou-se o dirigente para funcionários.

FICHA TÉCNICA

Corinthians

4-2-3-1

Cássio; Edenilson, Cleber, Gil e Alessandro; Ralf e Guilherme; Danilo, Douglas e Romarinho; Emerson Sheik

T: Tite

Atlético-PR

4-4-2

Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Bruno Silva, João Paulo, Everton e Zezinh; Marcelo e Éderson 

T: Vágner Mancini

BRASILEIRÃO > 2 TURNO -; 27 RODADA

Onde:  Estádio Romildo Gomes Ferreira, 

em Mogi Mirim, às 21h50

Juiz:  Leandro Pedro Vuaden (RS)

TV:  Globo e Band

Fonte: Diário de São Paulo

Veja Mais:

  • Pedro Henrique foi uma das baixas do Corinthians no treino desta sexta

    Com dois desfalques, Corinthians se reapresenta já de olho em duelo contra Grêmio

    ver detalhes
  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Pablo foi tranquilizado mais uma vez pela diretoria do Corinthians, que segue confiante

    Sem pressa e confiante: diretoria do Corinthians nem cogita possibilidade de perder Pablo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes