Clubes do Interior podem se unir aos 'grandes' e boicotar São Paulo

Clubes do Interior podem se unir aos 'grandes' e boicotar São Paulo

Del Nero terá uma bela "dor de cabeça"

Del Nero terá uma bela "dor de cabeça"

' A Federação Paulista de Futebol (FPF) está em uma encruzilhada no movimento de boicote ao São Paulo, acusado de aliciar jogadores da base de adversários. Após a reunião na última segunda-feira, a entidade pediu que o clube do Morumbi dê uma resposta, até sexta-feira, se vai assinar o 'acordo de cavalheiros'. E caso a resposta seja negativa, a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior ficará comprometida, já que clubes do interior paulista também ameaçam aderir o movimento.


Os clubes que encabeçam o boicote já começaram a consultar clubes que não fazem parte das duas principais divisões nacionais. A diretoria da Macaca, por exemplo, já entrou em contato com o Botafogo-SP, durante um jogo do Paulista Sub-20. Os cartolas botafoguenses já teriam demonstrado apoio.

A presença de clubes do interior ao boicote esvaziaria ainda mais a Copinha e desmoralizaria dez vez o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero. O dirigente corre risco de ver o torneio sem vários grandes clubes, e ainda sem dois membros fundadores: Corinthians e Santos.

O tal 'acordo de cavalheiros' foi assinado por 39 dos 40 clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. O único que não foi de acordo foi o presidente do Sampa, Juvenal Juvêncio. 'É um acordo de lealdade entre os clubes. O documento é claro: o São Paulo tem de assinar. Aderindo a isso, os clubes não vão boicotar', afirmou o presidente alvinegro, Márcio Della Volpe, em entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas.

Os 39 clubes das duas divisões apoiam o repúdio às atitudes do Tricolor. No entanto, nem todos estão dispostos boicotar a Copa SP. Bahia, Grêmio, Internacional e Palmeiras já confirmaram que vão participar do torneio, independentemente da presença do São Paulo.

Até a semana passada, 11 clubes já haviam anunciado o boicote ao Sampa. Entre eles, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, América-MG, Atlético-MG, Cruzeiro, Coritiba, Sport e Vitória. Atlético-PR, Figueirense, Goiás, Ponte Preta, Portuguesa e Santos devem ser os próximos.

Mais do boicote
Nos últimos anos, clubes como Vasco, Ponte Preta, Coritiba, Goiás, Vitória e Portuguesa têm reclamado do assédio do Sampa a jogadores de suas bases. O time do Morumbi estaria infringindo um acordo de cavalheiros firmados pelos dirigentes, para proteger jogadores da base que não tenham contratos profissionais ?' antes dos 16 anos é proibido firmar este tipo de vínculo.

A gota d?água para a decisão dos clubes foi a última acusação feita pela Ponte Preta. Há algumas semanas, o goleiro Lucão sumiu da Macaca e começou a treinar no CT de Cotia. O jogador havia acabado de ser um dos destaques da Copa do Brasil Sub-17 e fora convocado para Seleção Brasileira da categoria.

Uma das principais promessa da Macaca, Lucão completa 16 anos em dezembro e só então poderia legalmente assinar contrato com qualquer clube. A ideia da Ponte era oferecer imediatamente um aumento do valor da ajuda de custo, que se aproximaria dos valores que seriam pagos na assinatura do primeiro contrato profissional. Em 2014, ele seria incorporado como quarto goleiro do time principal. O empresário dele é Edson Souza, que é sócio da empresa Contra Ataque, que tinha uma parceria na categoria de base da Ponte Preta. Ele foi um dos responsáveis por ter 'armado' este golpe no clube campineiro.

Embora não haja impedititivos legais contra as ações do São Paulo, os clubes contestam a parte ética. Caso a prática torna-se algo comum, a tendência é de que muitos clubes deixem de investir na revelação de jogadores, sobretudo os médios e os pequenos que não conseguem oferecer a mesma estrutura dos grandes. Assim como uma pirâmide, com uma base menor, a tendência é que a ponta do futebol também seja menor.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes