Reforços fazem Corinthians melhorar, e Tite vive dilema com veteranos

Reforços fazem Corinthians melhorar, e Tite vive dilema com veteranos

Reforços fazem Corinthians melhorar, e Tite vive dilema com veteranos

Reforços fazem Corinthians melhorar, e Tite vive dilema com veteranos

O Corinthians dos últimos três jogos começou mal e só melhorou quando Tite colocou Rodriguinho ou Diego Macedo, recém-contratados, em campo. Sem se empolgar com sua equipe, o treinador vive um dilema e nos próximos jogos terá de decidir entre apoiar os veteranos do time em busca do entrosamento ou apostar na velocidade dos novatos.

A dúvida foi admitida pelo próprio Tite depois do 0 a 0 com o São Paulo, o terceiro empate sem gols consecutivo. No primeiro, contra o Atlético-MG, o Corinthians fez um jogo burocrático e Rodriguinho, reforço que veio do América-MG, entrou a dez minutos do fim. Em pouco tempo, deu dois dribles, arriscou cinco cruzamentos e conquistou três escanteios.

Embora não tenha mudado a história do jogo, o meia conquistou a simpatia de Tite, que antecipou sua entrada na rodada seguinte, contra o Atlético-PR. Na partida disputada em Mogi Mirim, mais uma vez o Corinthians começou mal, sofrendo com a intensidade do time rival e criando pouco. Na segunda etapa, Rodriguinho entrou na vaga e ajudou Romarinho a criar as melhores oportunidades do Corinthians no jogo.

No último domingo, foi a vez de Diego Macedo brilhar. Lateral de origem, ele entrou aos 12 minutos do segundo tempo no lugar de Danilo, como meia. Foi dos pés dele que saíram as assistências para Emerson e Paulo André, que perderam as melhores oportunidades corintianas diante de Rogério Ceni.

Para Tite, a diferença de desempenho tem a ver com o desgaste de jogadores como Emerson, Douglas e Danilo, que além de serem mais velhos, tiveram uma temporada intensa. 'O numero de jogos é desumano. A gente está com um processo de recuperação que não se dá. Precisa ficar toda hora mexendo. Eu fico num dilema: deixo entrosamento ou boto velocidade?', questionou o treinador.

Essa deve ser a dúvida na cabeça do gaúcho até, pelo menos, o próximo sábado. Na mesma entrevista coletiva, Tite já deixou claro que não espera grandes evoluções até que Pato, Guerrero e Renato Augusto retornem. Como isso só deve ocorrer de forma definitiva diante do Criciúma, ele pode pensar em Diego Macedo e Rodriguinho. Suas pistas, porém, não tão claras como poderiam.

'Hoje [domingo] a gente teve uma reorganização no segundo tempo com dois de velocidade pelos lados, às vezes até três. Vamos ver se a gente consegue esse ponto de equilibro', disse Tite, em fala que poderia favorecer a dupla. 'Vão começar os dez jogos finais que eu tanto falava. Agora, mais do que nunca os homens e os guris vão ficar de cada lado. O grau de responsabilidade fica muito grande', emendou ele, dando a entender que a experiência pode pesar na montagem de seu time titular.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Jornal O Globo, do Rio de Janeiro, tenta decifrar o Corinthians de Fábio Carille

    Jornal carioca faz 'manual para os antis' e tenta ensinar como vencer o Corinthians no Brasileirão

    ver detalhes
  • Marquinhos é aposta de Carille para conquistar vitória na Colômbia

    Corinthians visita Patriotas para encaminhar classificação às oitavas da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Cássio ergue taça de campeão paulista 2017; jogador está perto de atingir 300 jogos

    Perto dos 300 jogos, Cássio elege Corinthians de 2017 o melhor grupo do qual fez parte

    ver detalhes
  • Timão e Fluminense medem forças em menos de um mês

    Com jogo indefinido, Corinthians conhece detalhes de mais cinco rodadas do Brasileirão; confira

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes