'Sinal vermelho está ligado', admite Romarinho

'Sinal vermelho está ligado', admite Romarinho

AE - Agência Estado
SÃO PAULO - Após mais um mau resultado, os jogadores do Corinthians reconhecem que o risco de rebaixamento para a Série B preocupa o grupo. "O sinal vermelho está ligado", disse Romarinho, depois da derrota por 1 a 0 para o Grêmio, na noite de quarta-feira, em Porto Alegre, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o volante Ralf, o time perdeu contra o Grêmio a chance de, além de se distanciar da zona da degola, continuar sonhando com a possibilidade de se classificar para a próxima Libertadores pelo Brasileirão. "Estamos em uma zona incômoda da tabela de classificação, tivemos a chance de dar um passo importante para sair, mas não conseguimos."

Após falhar no lance do gol do Grêmio ao deixar Barcos livre, o zagueiro Cléber saiu do campo sem conseguir explicar a derrota. "Não tem o que falar. Temos de trabalhar e dar a resposta dentro de campo." Gil destacou que, com o resultado de quarta, aumentará a pressão por uma vitória sábado, diante do Criciúma, em Itu. "Não faltou vontade. Não deu para ganhar. Temos o Criciúma pela frente e precisamos ganhar de qualquer forma."

Na próxima rodada, o Corinthians deverá ter o retorno de Alexandre Pato, Guerrero, Paulo André e Fábio Santos. Derrotado pelo Grêmio, o time ocupa apenas o 13ª lugar no Brasileirão com 37 pontos.

Fonte: Estadão

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes