FPF vai "rebaixar" o Paulistão para um simples torneio, um mero Paulistinha

FPF vai "rebaixar" o Paulistão para um simples torneio, um mero Paulistinha

FPF vai "rebaixar" o Paulistão para um simples torneio, um mero Paulistinha

FPF vai "rebaixar" o Paulistão para um simples torneio, um mero Paulistinha

' Os dirigentes que comandam o futebol de São Paulo vão decretar oficialmente o 'rebaixamento' do Paulistão a Paulistinha, no Conselho Arbitral, que será realizado nesta quarta-feira, na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF). Em uma reunião 'para inglês ver' - já que a fórmula já estava definida antes da anuência dos clubes -, serão confirmados os detalhes do Paulista de 2014, como regulamento, tabela e cotas. Enquanto a competição atual, de 2013, teve 23 datas, agora serão apenas 19 datas disponíveis.


O presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, e seus asseclas apresentaram a nova fórmula do Estadual e duas reuniões. Na primeira delas, no último dia 18, participaram Ponte Preta, Bragantino, Linense, Portuguesa, Grêmio/Audax, Comercial, XV de Piracicaba, Botafogo, Penapolense e Atlético de Sorocaba. Na última quarta, houve um novo almoço com cartolas de Oeste, Rio Claro, Paulista, Mogi Mirim, São Bernardo e Ituano.

O mais lógico era fazer uma competição com turno único, com 19 jogos para cada time. O campeão seria o time que somasse mais pontos, enquanto os quatro piores seriam rebaixados para a Série A2. Seria uma disputa com critério técnico e com bom retorno financeiro. A competição vai começar dia 18 de janeiro e terminar (a fase classificatória) no dia 27 de março.

MUITOS PREJUÍZOS
Na última sexta-feira, 11 clubes participaram do 'Almoço do Amém', quando Marco Polo Del Nero tentou impor a fórmula absurda da FPF. Ela alega que a televisão quer ter 'uma final' e pretende cumprir as 19 datas disponíveis.

Mas os prejuízos dos clubes seriam enormes. Na primeira fase, ao invés de fazer 19 jogos, fariam 15 jogos. Seriam quatro jogos a menos. Um prejuízo financeiro.

Os 10 primeiros colocados de 2013, por regulamento, teriam direito a disputar 10 jogos em casa e nove fora. Na hipótese da FPF estes times fariam 8 jogos em casa e 7 fora. Outro prejuízo, mais técnico. Os clubes do Interior receberiam dois grandes clubes em casa, o que proporcionaria grandes rendas. Agora a maioria vai receber apenas um grande time. Prejuízo financeiro e técnico.

Sem contar da distribuição desigual das cotas de televisão. Uma divisão que comprova o elitista com que a Federação Paulista trata seus filiados. Enquanto a maioria dos clubes ?' 15 times do Interior e mais a Portuguesa, que nunca foi considerado grande ?' vai receber cotas próximas de R$ 2,5 milhões, os quatro grandes ?' Corinthians, Santos, ' vão receber perto de R$ 25 milhões. Uma divisão elitista.

Há ainda outra diferença: os grandes recebem luvas que beiram os 40% - perto de R$ 10 milhões ?' e o restante e duas parcelas. Enquanto isso, os desamparados 'pequenos do Interior' vão receber suas cotas divididas em quatro cotas iguais ?' cada uma perto de R$ 630 mil.

HÁ TIMES CONTRA
Ponte Preta e Bragantino são contra esta fórmula proposta e o Linense alega já ter vendido carnês para fazer 10 jogos em casa. E participaram ainda da reunião os novatos Portuguesa, Grêmio/Audax e Comercial; XV de Piracicaba, Botafogo, Penapolense e Atlético de Sorocaba.

Faltaram alguns clubes, por falta de convite ou esquecimento, como Oeste de Itápolis, Rio Claro, Paulista de Jundiaí, Mogi Mirim, São Bernardo e Ituano.

Se os dirigentes dos clubes do Interior não fossem medrosos e omissos, a Federação não cometeria este tipo de absurdo. Isso porque o Conselho Arbitral, em data a ser marcada, dá a cada clube o direito de voto com peso igual. Por exemplo: o Interior unido teria 15 votos ou até mesmo 16, se a Portuguesa se juntasse, contra os quatro grandes. Tão fácil e simples.

F?'RMULA ABSURDA
Mas o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, vem apregoando aos dirigentes de que está formula não é viável. Ele defende uma final de campeonato entre dois clubes e propõe uma divisão absurda entre os clubes.

A fórmula dividiria os 20 clubes em quatro clubes de cinco times cada. Eles não jogariam dentro de seu grupo, mas contra os 15 times dos outros três grupos. O mais incrível ainda é o critério de rebaixamento, que seria aplicado aos quatro times que tivessem somado menos pontos, independente de grupo. É possível até que dois times de um determinado grupo seja rebaixado.

Após a fase de classificação, existem duas possibilidades. Uma delas seria que apenas o líder de cada grupo ?' quatro ?' chegassem às semifinais. Seriam mais duas rodadas semifinais e mais duas rodadas das finais, totalizando 19 rodadas.

A outra opção, após a fase de classificação (15 jogos) a classificação de dois times de cada grupo, num total de oito. Seria mata-mata direto (um jogo) nas quartas e nas semifinais, compreendo duas datas. E seriam mais duas datas para os finalistas ?' com jogos de ida e volta.

SORTEIO DIRIGIDO
Bem ao estilo da Fifa, desta vez o sorteio de clubes seria dirigido. Os quatro grandes ?' Corinthians, Santos, ' seriam cabeças de chave. Os quatro times que subiram da Série A2 ficariam num outro pote para sorteio, para que cada um ficasse num grupo ?' Portuguesa (campeã), Rio Claro (vice), Audax (que virou Osasco Audax) e Comercial de Ribeirão Preto.

Os outros 12 times serão divididos em outros três potes, conforme a classificação de 2013.

Divisão dos 'Potes Mágicos' da FPF:

Pote 1 - Os Grandes
Corinthians
São Paulo
Palmeiras
Santos

Pote 2 - De 1.º a 4º do Interior
Mogi Mirim
Ponte Preta
Botafogo
Penapolense

Pote 3 - de 5.º a 8º do Interior
Linense
XV de Piracicaba
Bragantino
São Bernardo

Pote 4 - de 9.º a 12.º do Interior
Paulista
Ituano
Atlético Sorocaba
Oeste

Pote 5 - Vieram da Série A2
Portuguesa
Comercial
Rio Claro
Grêmio Osasco / Audax

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes
  • Leandro Damião pode trocar Flamengo pelo Corinthians em 2017

    Corinthians inicia conversas por centroavante do Flamengo, diz portal

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes