Corinthians volta a ter "folga" após 3 meses e pode aliviar lesionados

Corinthians volta a ter "folga" após 3 meses e pode aliviar lesionados

Corinthians volta a ter "folga" após 3 meses e pode aliviar lesionados

Corinthians volta a ter "folga" após 3 meses e pode aliviar lesionados


 Pela primeira vez em três meses, o Corinthians terá uma semana livre. Para um time que passou as últimas semanas tentando apressar a recuperação de alguns de seus lesionados, o tempo livre para treinamentos será um alívio, e uma esperança de reação.

O Corinthians vem jogando toda quarta e domingo desde 28 de julho, quando empatou por 0 a 0 com o São Paulo, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Desde então, foram 27 jogos seguidos, uma sequência traumática para os atuais campeões mundiais.

Neste período, Renato Augusto, Fábio Santos e Paolo Guerrero tiveram de ser submetidos a cirurgia. Os três são os maiores exemplos dos efeitos da sequência de jogos. Os dois primeiros tiveram seus retornos ao time apressados por necessidade da comissão técnica.

Fábio Santos voltou diante do São Paulo, há duas semanas, para passar 45 minutos. Passou 90, e nas rodadas seguintes já voltou a sentir dores no púbis, que o tiraram do segundo tempo contra o Grêmio e do empate com o Santos, domingo passado.

Renato Augusto retornou contra o Criciúma, jogou 45 minutos e sentiu a falta de ritmo. A condição física debilitada o tirou, por exemplo, da partida decisiva contra o Grêmio, pela Copa do Brasil. Já Guerrero não adiou seu retorno, mas sua operação. Antes de optar por uma cirurgia no pé esquerdo, o atacante jogou com infiltrações e passou duas semanas tentando uma recuperação mais conservadora, sem sucesso.

'Isso é uma decisão conjunta. O jogador tem a disponibilidade de cooperar, se a gente vê a necessidade', disse Julio Stancati, médico do clube, que não vê riscos no procedimento. 'Com a recuperação não, só com a parte física. Talvez o Fabio [Santos] possa ter sentido mais [a falta de ritmo]', completou.

Fábio Mahseredjian, preparador físico do clube, concorda com a análise, mas também encara a opção feita com naturalidade. 'Nós aceleramos. Estamos no fim do ano, se você leva em condição que tem de recondicionar o atleta totalmente, vou entregar o atleta em 15 de novembro? Nós tínhamos de acelerar o processo e corremos alguns riscos. No mundo inteiro é assim. O Messi ficou sem as melhores condições nas finais da Liga dos Campeões, por exemplo', disse ele.

A eliminação na Copa do Brasil, porém, pode trazer um ponto positivo para a equipe. Até o fim do ano, o Corinthians só fará um jogo de quarta-feira, e terá mais tempo para preparar seus jogadores. 'Quando você tem uma semana cheia, principalmente em uma série de jogos, você pode repor todas as reservas. Além disso, pode enfatizar um treino de potência, e não só recuperar. Nosso objetivo é ganhar potência e velocidade', disse Mahseredjian.

O desgaste físico dos corintianos não ocorre por acaso. Hoje, todos os titulares, exceção feita ao zagueiro Gil, sofreram com algum tipo de lesão durante o ano. Em toda a Série A, o clube do Parque São Jorge é o segundo que mais vezes entrou em campo em 2014.

Com os compromissos do Paulista, Libertadores, Brasileiro, Recopa e Copa do Brasil, o Corinthians soma 68 partidas. O único à frente é o rival São Paulo, que jogou 67 vezes de forma oficial e outras três em amistosos na Europa. O líder Cruzeiro, por exemplo, foi testado em 53 oportunidades, beneficiado pelo curto Campeonato Mineiro e a eliminação na Copa do Brasil.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Kazim aplicou um belo chapéu em Felipe Melo no clássico

    Corinthians divulga vídeo com belos chapéus de Romero e Kazim no Dérbi; confira

    ver detalhes
  • Sanchez é investigado na operação Lava-Jato

    Odebrecht diz ter pago caixa dois milionário a Andrés Sanchez, segundo jornal

    ver detalhes
  • Equipe superou o erro da arbitragem e venceu clássico com um a menos

    Épico! Histórico! Na raça! Corinthians supera lambança da arbitragem e vence o Dérbi na Arena

    ver detalhes
  • Thiago Duarte Peixoto não relatou seu erro na súmula

    Súmula confirma lambança, mas pode prejudicar ainda mais o Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes