Após protestos, CBF diz estar trabalhando por mudanças

Após protestos, CBF diz estar trabalhando por mudanças

Paulo André é um dos líderes do Bom Senso FC

Paulo André é um dos líderes do Bom Senso FC

Foto: Daniel Augusto Jr./ag. Corinthians

Rio de Janeiro, RJ, 24 (AFI) - Diante dos novos protestos organizados pelo movimento Bom Senso FC na 36ª rodada do Brasileirão, já realizados nos três jogos de sábado, a CBF divulgou um comunicado na tarde deste domingo para dizer que está trabalhando para promover mudanças no futebol brasileiro, como a adoção do fair play financeiro (punição para clubes devedores). A entidade, no entanto, não se posicionou sobre as recentes manifestações dos jogadores.


O Bom Senso, movimento recentemente criado que contabiliza a adesão de cerca de mil jogadores do futebol brasileiro, vem lutando há algumas semanas por melhorias no cenário nacional. Entre as principais reivindicações estão a adoção do fair play financeiro e um calendário mais enxuto e equilibrado. O grupo já conseguiu se reunir com a CBF para discutir suas propostas, mas tem reclamado de um certo descaso da entidade com o assunto.

Até agora, o Bom Senso já realizou três protestos no Brasileirão, na 30ª, 34ª e 36ª rodadas, para mostrar a união do movimento e tentar atrair a atenção da CBF para suas reivindicações. Na primeira manifestação, os jogadores dos dois times deram um abraço coletivo antes dos jogos. Na segunda, ficaram de braços cruzados por um breve período após o apito inicial. E agora resolveram ficar sentados no gramado, de braços cruzados.

Diante da nova mensagem do Bom Senso - 'agora sentamos para esperar a resposta da CBF', avisou o grupo -, a entidade resolveu se manifestar neste domingo. Em seu comunicado, não cita o movimento dos jogadores e nem as manifestações nos jogos do campeonato nacional, mas ressalta o 'momento particular quer está vivendo o futebol brasileiro' e garante estar 'atenta e agindo na busca de soluções para os problemas levantados nos últimos meses'.

'A CBF vem já há algum tempo trabalhando neste assunto, promovendo reuniões com todos os segmentos envolvidos, mas de forma responsável, na certeza de que as soluções demandam um tempo razoável para que não resultem apenas em resoluções paliativas e sem a eficácia que todos esperam. Para ficar claro, não se resolvem questões dessa importância da noite para o dia', diz o comunicado da entidade, em recado aos 'desinformados' e 'aos atletas em geral'.

No texto, a CBF não comenta sobre mudanças no calendário, mas explica que está trabalhando para implantar o fair play financeiro - segundo ela, com 'tolerância zero em relação ao pagamento de dívidas fiscais e salários de jogadores, com a consequente punição aos clubes que não cumprirem com essas obrigações'. Para isso, a entidade disse ter criado uma Comissão de Clubes, 'que vem tratando do assunto com o sentido de urgência necessário'.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Farfán foi companheiro de Guerrero na seleção do Peru

    Jornalista revela interesse do Corinthians em atacante peruano

    ver detalhes
  • Camisa a ser usada pelo Corinthians contra o Cruzeiro tem escudo da Chapecoense

    Em ação no Twitter, Corinthians exibe uniforme em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes