Dilma lamenta violência e quer "delegacia do torcedor"

Dilma lamenta violência e quer "delegacia do torcedor"

Dilma lamenta violência e quer "delegacia do torcedor"

Dilma lamenta violência e quer "delegacia do torcedor"

Joinville, SC, 09 (AFI) - Depois das cenas violentas na partida entre Atlético-PR e Vasco, disputada no último domingo, em Joinville (SC), pela rodada final do Campeonato Brasileiro, a presidente Dilma Rousseff pediu paz e defendeu a presença da polícia nos estádios brasileiros. No Twitter, a presidente afirmou nesta segunda-feira que conversou com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e defendeu a criação de uma delegacia do torcedor.


'É necessária a presença da polícia nos estádios, prisão em flagrante em caso de violência e a criação de uma delegacia do torcedor para que cenas como a de ontem sejam coibidas', escreveu Dilma.

Após a violenta briga ocorrida nas arquibancadas da Arena Joinville, três torcedores foram internados no Hospital São José, que fica na cidade catarinense. Por causa da briga, cheia de imagens chocantes, o jogo ficou paralisado por mais de uma hora e acabou sendo encerrado com bastante atraso. No confronto, o Atlético goleou o Vasco por 5 a 1 e selou o rebaixamento do Vasco para a Série B do Brasileiro.

Antes de Dilma se manifestar via Twitter, Aldo Rebelo já havia divulgado nota oficial para repudiar a violência e cobrar punição aos envolvidos. Ele pediu que se cumpra o Estatuto do Torcedor, que 'prevê penas de reclusão e de banimento dos estádios aos torcedores que cometerem atos de violência'.

Rebelo também disse que tentará intermediar uma discussão entre o Ministério Público e a polícia para definir como deverá ser feita a segurança nos estádios brasileiros a partir de agora, sendo que no próximo ano o Brasil será palco da Copa do Mundo de 2014.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Com a 9 corinthiana, Luizão foi artilheiro da Libertadores de 2000, com 15 gols

    Ao Meu Timão, Luizão fala da busca do Corinthians por centroavante: 'Se cavar, acha na Argentina'

    ver detalhes
  • Camacho (à dir.) ganhou oportunidade entre os titulares no treino desta sexta

    Carille esboça time titular com uma troca; chance de mudança no esquema existe

    ver detalhes
  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes