Ano que vem promete ser diferente

Ano que vem promete ser diferente

O zagueiro, de 23 anos, costuma se dar bem contra os atacantes no corpo a corpo

O zagueiro, de 23 anos, costuma se dar bem contra os atacantes no corpo a corpo

Foto: Daniel Augusto Jr/Corinthians

Bom preparo físico e poucas lesões

Desde os tempos de Ponte, Cleber, de 23 anos, esbanja preparo físico. Tem boa explosão muscular, arranque e não costuma perder para os atacantes na corrida. Sabe aproveitar os lances de corpo a corpo com os rivais. Além disso, pouco se machuca.

Bolas aéreas na defesa e no ataque

Mesmo não sendo muito alto -; mede 1,83 m -;, tem boa impulsão e ajuda bastante nas jogadas aéreas dos rivais. Também costuma aparecer bem no ataque. Marcou um gol de cabeça no ano.

Raça e vontade não faltam para ele

Cleber conquistou a torcida nos primeiros jogos por sua vontade em campo. Contra o Flamengo, até encarou Elias, ídolo da Fiel. Não sentiu o peso da camisa e entendeu a filosofia do clube.

Fonte: Diário de São Paulo

Veja Mais:

  • Torcida do Corinthians vai comparecer em bom número no duelo decisivo contra o Grêmio

    Corinthians divulga nova parcial de ingressos para jogo decisivo contra o Grêmio

    ver detalhes
  • Negociação de Carlinhos ainda não foi quitada pelo Corinthians

    Corinthians segue sem pagar ex-clube de Carlinhos, que sugere empréstimo do atacante

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians marcou presença na Fonte Nova; 'presente' veio nesta segunda

    Rival tropeça no Pacaembu, e Corinthians encerra rodada com boa vantagem na liderança

    ver detalhes
  • Atacante desaprovou tentativa de Cássio no final da partida contra o Bahia

    Jô cobra concentração do Corinthians e comenta ida de Cássio à área do Bahia: 'Desnecessário'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes