Interesse da CBF em manter o Fluminense na Série A pode ser compreendido

Interesse da CBF em manter o Fluminense na Série A pode ser compreendido

Por Meu Timão

José Maria Marin comemorou quando a Unimed colocou dinheiro na CBF

José Maria Marin comemorou quando a Unimed colocou dinheiro na CBF

Em junho de 2013, quando o Brasil passava por forte manifestações, as notícias esportivas ficaram deixadas um pouco de lado. E foi nesse período que a CBF anunciou um novo patrocinador: a empresa Unimed, "investidora anjo" do Fluminense e dona de boa parte dos direitos de jogadores do elenco do clube carioca.

Na ocasião, José Maria Marin comemorou a receita extra da CBF. A seguradora vai patrocinar as Seleções principal, olímpica, Sub-15, Sub-17, Sub-20 e Sub-23, além das equipes nacionais femininas. O acordo de 6 anos é válido até junho de 2019.

Em entrevista na época, o presidente da CBF se gabou da nova publicidade: “Eu e o Marco Polo não temos medido esforços para aumentar a receita da CBF e a contribuição da Unimed nos ajuda em nosso único objetivo: fomentar o futebol brasileiro” - disse Marin, o ladrão de medalhas.

Apesar de comemorar a nova receita, José Maria Marin não quis divulgar de quanto se trata o valor do patrocínio, o presidente da CBF alegou que uma cláusula de confidencialidade no contrato impedia a sua divulgação.

Veja Mais:

  • Camacho e o pai Anizio Camacho

    Acidente em casa tira vida de pai de Camacho; mãe e irmão do jogador são hospitalizados

    ver detalhes
  • Atlético-PR e Coritiba preferiram não realizar a partida e enfrentaram o modelo tradicional do futebol

    Unidos, rivais peitam a Globo e acabam barrados pela Federação Paranaense

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade pode ser afastado nesta segunda-feira

    Linha do tempo e opiniões de conselheiros: tudo sobre o tema impeachment no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians terminou a quarta rodada como líder do Grupo A

    Líder do Grupo A, Corinthians termina rodada um ponto atrás do líder geral

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes