Grupo da oposição se aproxima e ganha força para a eleição da CBF em abril

Grupo da oposição se aproxima e ganha força para a eleição da CBF em abril

O clima político na CBF está quente tendo em vista a proximidade da eleição na entidade, que acontece em abril. A oposição, liderada pelo ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez articula um movimento de unificação das forças daqueles que estão insatisfeitos com a atual gestão de José Maria Marin.

A maior dificuldade do grupo, que era a aproximação dos interesses de ambos, parece ter sido superada. Diante deste quadro, a tendência é que Sanchez seja confirmado como candidato a presidente, tendo como vice o atual presidente da federação gaúcha, Francisco Novello.

Para entrar no pleito, a chapa de oposição precisa ter o apoio formal de pelo menos oito federações e mais cinco clubes da primeira divisão, quantidade que o ex-presidente do Timão garante já ter.

Fonte: Tribuna da bahia

Veja Mais:

  • Rodriguinho foi um dos destaques do duelo na Arena; arbitragem bastante questionável

    Juiz 'esquece' pênaltis, Corinthians para na retranca do Vitória e perde a primeira no Brasileirão

    ver detalhes
  • Jô teve atuação discreta na derrota para Vitória

    Cássio é eleito destaque de derrota do Corinthians; quarteto ofensivo destoa

    ver detalhes
  • Arena Corinthians recebeu 42.075 pagantes nesta tarde de sábado

    Fiel canta na Arena após primeira derrota do Corinthians no Brasileirão

    ver detalhes
  • Balbuena está fora do confronto de quarta-feira

    Balbuena leva terceiro amarelo, e Corinthians enfrentará Chape com zaga de jovens da base

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes